Economia Crise e vida saudável mudam o comportamento dos consumidores nos supermercados, diz pesquisa

Crise e vida saudável mudam o comportamento dos consumidores nos supermercados, diz pesquisa

Veja as dicas para economizar mais e confira o que mudou no perfil do consumidor

Crise e vida saudável mudam o comportamento dos consumidores nos supermercados, diz pesquisa

Caiu o número de idas ao supermercado por ano

Caiu o número de idas ao supermercado por ano

Reprodução/Ivie

A inflação no preços dos produtos está mudando os hábitos dos clientes de supermercados em São Paulo. Para escapar das remarcações, os consumidores estão concentrando as compras no início do mês e as idas ao mercado diminuíram. Além disso, a preocupação com a saúde está influenciando mais na escolha dos produtos.

De acordo com uma pesquisa da Apas (Associação Paulista de Supermercados), 52% dos clientes fazem uma compra mensal até o dia 10, período em que a maioria dos trabalhadores recebe o salário. Além disso, a média anual de visitas aos mercados caiu de 85 vezes, em 2014, para 84 vezes no ano passado.

Leia mais notícias de Economia

Os preços dos produtos nos supermercados estão subindo acima da inflação geral. Em abril, o IPS (Índice de Preços dos Supermercados), calculado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), ficou em 0,79%, enquanto o IPC-SP (Índice de Preços ao Consumidor na cidade de São Paulo), também da Fipe, ficou em 0,46%. 

Os produtos industrializados vendidos nos supermercados subiram 1,22%, os itens "in natura" tiveram alta de 0,89%. Bebidas alcoólicas aumentaram 2,85%, segundo o IPS de abril. Os produtos de higiene aumentaram 1,19%, enquanto os de limpeza foram remarcados em 0,72%. 

Com a elevação dos preços, os consumidores estão cada vez mais interessados em promoções e descontos. Oito em cada dez clientes ouvidos na pesquisa da Apas apontaram as promoções como critério para a compra de produtos.

Além de aproveitar as promoções, a Apas aponta como dicas para economizar no supermercado a escolha de produtos de marca própria e a escolha de embalagens econômicas. "Outra dica importante é pesquisar os preços em mais de um supermercado", diz Rodrigo Mariano, gerente de economia e pesquisa da Apas. 

Saúde

Os consumidores que frequentam os supermercados estão migrando para um modelo de consumo mais saudável. Itens com altos índices de açúcar, como os refrigerantes, tiveram queda de 5% nas vendas, enquanto a água de coco cresceu 11%.

No café da manhã das famílias também teve mudança de hábito. Segundo a Apas, as marcas de margarina tiveram queda de 1,2% nas vendas. Por sua vez, a manteiga registrou um aumento de 10% nas vendas.

    Access log