Economia Custo de vida em São Paulo tem alta de 0,43% em janeiro

Custo de vida em São Paulo tem alta de 0,43% em janeiro

Elevação foi puxada pelos reajustes nas mensalidades escolares e alimentação. Dados foram divulgados pelo Dieese

Custo de vida em SP

Indicador é medido pelo Dieese

Indicador é medido pelo Dieese

Eduardo Enomoto/R7

O ICV (Índice de Custo de Vida) na cidade de São Paulo teve alta de 0,43% em janeiro. A inflação medida pelo indicador do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) acumula uma elevação de 3,35% em 12 meses, de fevereiro de 2018 a janeiro último.

A inflação deste início de ano atingiu com mais força as famílias com menor renda, que ganham em média até R$ 377,49. Para esse grupo, a alta no custo de vida em janeiro ficou em 0,58% e 3,52% no acumulado dos últimos 12 meses. As famílias do grupo com renda média de R$ 2.792,90 tiveram uma inflação de 0,35% nos seus gastos cotidianos em janeiro e de 3,13% no acumulado.

O grupo com maior alta em janeiro foi educação e leitura, com elevação de 2,03%. A elevação foi puxada pelos reajustes nas mensalidades escolares: ensino infantil (5,39%), primeiro ano do ensino fundamental (5,93%) e ensino médio (4,62%).

A alimentação teve aumento de 0,78% em janeiro. Os produtos industrializados tiveram alta de 0,41%, a alimentação fora do domicílio, 0,38%, e os produtos in natura, 1,26%. A cenoura teve elevação de 21,36%, o feijão, 28,51% e o abacaxi, 25,35%.

Os gastos com transporte subiram 0,19%, com maior impacto na faixa de menor renda no custo de vida, onde o percentual chegou a 2,8%. Na média geral, a alta nesse grupo foi puxada pelos reajustes das tarifas do transporte público: ônibus municipal (7,50%), metrô (6,35%) e ônibus intermunicipal (2,59%).

    Access log