Economia Custo para construir no Brasil dispara 14% em 2021, mostra FGV

Custo para construir no Brasil dispara 14% em 2021, mostra FGV

Alta foi puxada pelos itens de Materiais, Equipamentos e Serviços, que saltaram 21,45% no acumulado do ano

  • Economia | Do R7

Custo para construir desacelerou em dezembro

Custo para construir desacelerou em dezembro

Fernando Frazão/Agência Brasil - 23.6.2021

O INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) desacelerou e subiu 0,3% em dezembro. Com o resultado, o indicador fecha 2021 com alta de 14,03%, ante 8,66% em 2020.

Os dados, divulgados nesta quinta-feira (23) pela FGV (Fundação Getulio Vargas), apontam que a taxa do índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços disparou 21,45% nos últimos 12 meses. Já o índice referente à Mão de Obra teve alta de 6,95% no mesmo período.

Em dezembro, três dos quatro subgrupos componentes apresentaram decréscimo em suas taxas de variação, destacando-se materiais para estrutura, cuja taxa passou de 0,73% para -0,45%.

A variação relativa a Serviços passou de 0,49% em novembro para 0,57% em dezembro. No grupo, vale destacar o avanço da taxa do item refeição pronta no local de trabalho, que passou de 0,49% para 1,97%.

Últimas