Inflação

Economia Custos da construção têm maior alta desde 2008, aponta IBGE

Custos da construção têm maior alta desde 2008, aponta IBGE

Avanço de 2,3% do índice em junho corresponde à maior alta dos custos da construção dos últimos 13 anos

Construção está quase 10% mais cara neste ano

Construção está quase 10% mais cara neste ano

Fernando Frazão/Agência Brasil - 23.06.2021

O INCC-M (Índice Nacional de Custos da Construção - M) saltou 2,3% em junho, ante alta de 1,8% no mês anterior, informou a FGV (Fundação Getulio Vargas) nesta sexta-feira (25). Com o avanço, o indicador atingiu a maior taxa mensal desde os 2,67% registrados há 13 anos, em junho de 2008.

A inflação somada em 12 meses pelo índice avançou de 14,62% em maio para 16,88% em junho, a maior desde outubro de 2003 (18,09%). O INCC-M acumula alta de 9,38% em 2021, segundo a FGV.

A aceleração do indicador foi puxada pela alta do subíndice de Mão de Obra, que avançou de 0,99% em maio para 2,98% em junho. Todas as aberturas do indicador registraram aumento da inflação: auxiliar (1,01% para 3,02%), técnico (1,0% para 3,08%) e especializado (0,91% para 2,51%).

O subíndice de Materiais, Equipamentos e Serviços, por outro lado, arrefeceu de 2,58% para 1,65%, com alívio de Materiais e Equipamentos de 2,93% para 1,65%, puxado pelos materiais para estrutura (2,91% para 2,09%). Já o grupo Serviços acelerou de 0 95% para 1,19%, impulsionado pelo item projetos (1,95% para 2 29%).

Últimas