Operação Lava Jato

Economia Diretor de governança da Petrobras deixará o cargo em março

Diretor de governança da Petrobras deixará o cargo em março

No cargo criado após investigações da Lava Jato desde 2019, Marcelo Zenkner alegou "razões pessoais" para deixar o posto

Reuters - Economia
Marcelo  Zenkner é ex-promotor de Justiça

Marcelo Zenkner é ex-promotor de Justiça

Sergio Moraes/Reuters - 09.12.2019

A Petrobras disse que seu diretor executivo de Governança e Conformidade, Marcelo Zenkner, manifestou intenção de não renovar mandato que vence em 20 de março, por razões pessoais, de acordo com comunicado da companhia nesta segunda-feira (1º). 

"Um novo diretor deverá ser nomeado pelo conselho de administração com base em lista tríplice de profissionais elaborada por processo seletivo em curso conduzido por empresa especializada", acrescentou a estatal.

A Diretoria Executiva de Governança e Conformidade é uma das oito diretorias da empresa e foi criada em 2014, depois das denúncias de corrupção na empresa apontadas por investigações da Operação Lava Jato. Ex-promotor, Zenkner está no cargo desde agosto de 2019.

Últimas