Dólar abre em queda ante real após BC anunciar atuação e apesar de novas tensões EUA-China

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar iniciava esta quinta-feira em queda contra o real, apesar da aversão a risco no exterior depois de tensões renovadas entre Estados Unidos e China, com os investidores atentos às intervenções do Banco Central diante da disparada recente da moeda norte-americana.

Às 9:05, o dólar recuava 0,1%, a 4,2545 reais na venda.

No pregão anterior, o dólar à vista renovou uma máxima histórica para encerramento pela terceira vez seguida, fechando em alta de 0,44%, a 4,2586 reais na venda.

O dólar futuro mais negociado registrava queda de 0,27% na B3, a 4,253 reais.

Na quarta-feira, o Banco Central anunciou que fará oferta líquida de até 1 bilhão de dólares em moeda à vista nesta sessão, em medida que pode dar mais previsibilidade ao mercado e ajudar a acalmar a cotação do dólar e adotando estratégia diferente da praticada recentemente.

Adicionalmente, a autarquia ofertará 15.700 contratos de swap cambial reverso e 785 milhões de dólares em moeda spot. Em caso de venda parcial ou não colocação dessas ofertas, o BC leiloará contratos de swap tradicional para rolagem do vencimento janeiro de 2020.