Economia Dólar cai 0,38% e fecha a quinta-feira negociado a R$ 5,59

Dólar cai 0,38% e fecha a quinta-feira negociado a R$ 5,59

Variação da moeda norte-americana foi guiada por persistentes incertezas sobre mais ajuda fiscal nos EUA antes da eleição norte-americana

Reuters
Dólar oscilou entre R$ 5,56 e R$ 5,63 na sessão

Dólar oscilou entre R$ 5,56 e R$ 5,63 na sessão

Pixabay

O dólar fechou em leve queda ante o real nesta quinta-feira (22), mas ficou longe das mínimas da sessão, refletindo persistentes incertezas sobre mais ajuda fiscal nos EUA antes da eleição norte-americana.

No fechamento da sessão, a cotação da moeda norte-americana caiu 0,38%, a R$ 5,5949 na venda — após oscilar entre alta de 0,19% (para 5,627 reais) e queda de 0,95% (a R$ 5,5632).

A divisa chegou a cair quase 1% no começo da tarde, antes de recobrar fôlego em meio à instabilidade nos mercados externos e a um pregão de dólar em alta contra outros rivais.

No exterior, moedas emergentes pares do real tinham desempenho misto, enquanto o índice do dólar frente a uma cesta de seis rivais de países ricos subia 0,25%, deixando as mínimas em sete semanas atingidas na véspera.

Um índice de moedas emergentes acumula alta de 1,9% em outubro, a caminho do melhor desempenho mensal desde dezembro de 2019.

O real também se valoriza, mas apenas 0,43%, ficando bem aquém de vários de seus pares. E analistas avaliam que, embora o exterior possa oferecer algum "colchão", os temas domésticos, sobretudo do lado fiscal, vão continuar pesando sobre a divisa no curto prazo.

"O 'valuation' (preço relativo) está atrativo, o que poderia dar algum suporte ao real num cenário (doméstico) negativo, mas tampouco vejo a moeda como o melhor ativo num cenário positivo, diante do juro baixo e do 'overhedge', para citar alguns motivos", disse Bernardo Zerbini, um dos responsáveis pela estratégia da gestão macro da gestora AZ Quest.

O juro baixo reduz a atratividade da renda fixa brasileira aos olhos dos investidores estrangeiros, o que prejudica o cenário para fluxo cambial — afetando, assim, a perspectiva para ingresso de dólares no mercado doméstico.

Últimas