Economia Dólar crava novo recorde perto de R$ 4,36 por temor ao coronavírus

Dólar crava novo recorde perto de R$ 4,36 por temor ao coronavírus

Todas as nove mais altas cotações nominais de fechamento para o dólar foram registradas neste mês de fevereiro

Reuters
O dólar à vista subiu 0,66%, a R$ 4,358 na venda

O dólar à vista subiu 0,66%, a R$ 4,358 na venda

Rick Wilking/Reuters

O dólar fechou em nova máxima histórica nesta terça-feira (18), perto de R$ 4,36, com as operações domésticas refletindo o dia de amplos ganhos para a moeda norte-americana no exterior ainda por receios em torno do coronavírus.

O dólar à vista subiu 0,66%, a R$ 4,358 na venda, novo recorde nominal para um encerramento de sessão, deixando para trás a máxima anterior — de R$ 4,3506  alcançada na quarta-feira da semana passada, dia 12.

Todas as nove mais altas cotações nominais de fechamento para o dólar foram registradas neste mês de fevereiro.

Na B3, o dólar futuro tinha alta de 0,66%, a R$ 4,3585.

No exterior, o índice do dólar contra uma cesta de moedas escalava a máximas desde 1º de outubro do ano passado, com várias moedas emergentes em queda.

Últimas