Economia Dólar fecha em alta de 0,78%, a R$ 4,98, e Ibovespa tem queda de 2%

Dólar fecha em alta de 0,78%, a R$ 4,98, e Ibovespa tem queda de 2%

Bolsa interrompe série de cinco altas seguidas, diante de preocupações com inflação e desaceleração econômica global

Reuters
O dólar à vista subiu 0,78%, a R$ 4,9813 na venda

O dólar à vista subiu 0,78%, a R$ 4,9813 na venda

REUTERS/Lee Jae-Won

O dólar fechou em alta e mais próximo de R$ 5 nesta quarta-feira (18), numa reviravolta após ter caído mais cedo, à medida que o humor externo se deteriorou com o retorno de temores inflacionários e seus impactos sobre política monetária e economia globais. O dólar à vista subiu 0,78%, a R$ 4,9813 na venda.

A moeda chegou a cair 0,45%, a R$ 4,9204 (o menor patamar intradia desde 4 de maio), ainda na primeira meia hora de negócios, mas a partir de então tomou fôlego. Na parte da tarde, acelerou a alta a R$ 5,0013, valorização de 1,18%.

O Ibovespa, o principal índice da Bolsa brasileira, teve forte queda, interrompendo série de cinco altas seguidas, diante de tombo das ações em Nova York, à medida que o mercado mantém as preocupações com inflação e desaceleração econômica global.

Vale, Petrobras e B3 foram as principais pressões sobre o índice. Eletrobras também recuou enquanto o   mercado espera desenrolar do julgamento sobre a privatização da estatal no TCU (Tribunal de Contas da União). Hapvida subiu no outro lado.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 2,47%, a 106.102,61 pontos. O volume financeiro foi de R$ 27,1 bilhões, em sessão de vencimento de opções sobre o índice.

Últimas