Economia Dólar fecha pregão quase estável, cotado a R$ 5,18

Dólar fecha pregão quase estável, cotado a R$ 5,18

Na segunda (6), o mercado de câmbio funcionará, mas com baixos volumes por estar espremido entre o fim de semana e o feriado

Reuters
Dólar fecha pregão quase estável, cotado a R$ 5,18

Dólar fecha pregão quase estável, cotado a R$ 5,18

Ricardo Moraes/REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar ficou praticamente estável pelo segundo pregão consecutivo nesta sexta-feira (3) e completou o quinto dia de oscilações bastante moderadas para os padrões domésticos, numa clássica postura defensiva dos agentes financeiros antes das manifestações no Brasil prometidas para o feriado de 7 de Setembro, na terça.

Na segunda-feira (6), o mercado de câmbio funcionará, mas com baixos volumes por estar espremido entre o fim de semana e o feriado. Com isso, vários operadores decidiram proteger posições já nesta semana.

Nesta sexta, o dólar à vista teve variação positiva de 0,02%, a R$ 5,18 na venda.

A cotação chegou a cair 0,98%, a R$ 5,13, logo após a divulgação de dados bem mais fracos de emprego nos EUA (às 9h30 de Brasília), que derrubaram o dólar em todo o mundo. Mas ainda pela manhã a moeda recobrou forças até zerar as perdas, eventualmente chegando a subir 0,26%, a R$ 5,19.

Na semana, o dólar caiu 0,24%. Em agosto, a moeda acumula alta de 0,22%. Em 2021, cede 0,15%.

No exterior, o índice da divisa norte-americana caía 0,1% no fim da tarde, tomando algum fôlego depois de recuar 0,3% após os dados mais fracos de emprego nos EUA. Ainda assim, o dólar rondava mínimas em um mês.

Últimas