Economia Dólar mantém queda e fecha em R$ 5, pela primeira vez em 8 meses

Dólar mantém queda e fecha em R$ 5, pela primeira vez em 8 meses

O dólar cai 5,70% em fevereiro e 10,23% no acumulado de 2022, dando ao real o melhor desempenho em ambos os períodos

Reuters
O dólar à vista fechou em baixa de 0,94%, a R$ 5,0033

O dólar à vista fechou em baixa de 0,94%, a R$ 5,0033

Reprodução

A quarta-feira (23) foi de marcos no mercado de câmbio, com o dólar chegando a operar abaixo de R$ 5 pela primeira vez em quase oito meses e fechando perto das mínimas do dia, em meio a um contínuo frisson pela divisa brasileira que tem como pano de fundo a busca de investidores internacionais por ativos considerados descontados e com maior potencial de rentabilidade.

O real liderou mais uma vez os ganhos entre as principais moedas globais, mas pares emergentes próximos, como os pesos mexicano, colombiano e chileno, também tiveram impulso, em parte pelo rali em curso das commodities e pela perspectiva de políticas monetárias mais apertadas nesses países, razões que também se aplicam ao Brasil.

O dólar à vista fechou em baixa de 0,94%, a R$ 5,0033. É o menor valor desde 30 de junho de 2021 (R$ 4,9764).

Em dois momentos do dia, por volta de 11h e 16h (de Brasília), o dólar chegou a operar abaixo de R$ 5. Na mínima intradiária, pela tarde, a cotação desceu a R$ 4,9944, queda de 1,12%.

O dólar cai 5,70% em fevereiro e 10,23% no acumulado de 2022, dando ao real o melhor desempenho em ambos os períodos.

Últimas