Economia Dólar salta 3,1% ante real na semana, maior alta desde maio, com aversão a risco no exterior

Dólar salta 3,1% ante real na semana, maior alta desde maio, com aversão a risco no exterior

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar cravou a quinta alta consecutiva frente ao real nesta sexta-feira, na maior valorização diária e para o maior patamar desde meados de junho, puxado pelo novo dia de fortalecimento da moeda norte-americana contra divisas de risco, em meio a temores sobre a guerra comercial iniciada pelos Estados Unidos contra a China.

O real teve o segundo pior desempenho global, melhor apenas que o do peso colombiano. A piora relativa da divisa doméstica, segundo operadores, está ligada à ausência de fluxos em meio à queda dos diferenciais de juros a mínimas recordes.

O dólar à vista subiu 1,14%, a 3,8915 reais na venda. É a maior alta diária desde 14 de junho (+1,16%) e o maior patamar de fechamento desde 17 de junho (3,9005 reais na venda).

Na semana, o dólar saltou 3,13%, maior apreciação para o período desde a semana encerrada em 17 de maio (+4,00%).

O dólar subia 1,3% ante o peso colombiano, 1% ante a rupia indonésia e 0,9% contra o peso chileno.