Economia Dólar sobe pela 3ª vez seguida, vale R$ 4,81 e renova recorde

Dólar sobe pela 3ª vez seguida, vale R$ 4,81 e renova recorde

Com a nova alta, a moeda norte-americana acumula ganho de 3,85% na semana, após bater R$ 5 na véspera

Reuters
Dólar oscilou entre R$ 4,64 e R$ 4,88 na sessão

Dólar oscilou entre R$ 4,64 e R$ 4,88 na sessão

Pixabay

O dólar fechou em forte alta nesta sexta-feira (13), cravando novo recorde histórico para um término de sessão acima de R$ 4,81, acompanhando mais um dia de fortalecimento da moeda no exterior depois de os Estados Unidos declararem emergência nacional por causa do coronavírus.

A valorização representou uma sensível virada em relação ao movimento do começo do pregão, quando a divisa chegou a cair quase 3%, em ajuste inicial depois de na véspera chegar a superar a barreira psicológica dos R$ 5 pela primeira vez.

Leia mais: Bolsa salta 13%, mas amarga pior semana em mais de 10 anos

No fechamento do dia, a moeda norte-americana subiu 0,57%, a R$ 4,8128 na venda, nova máxima recorde. Na máxima da sessão, alcançada às 16h36, a moeda foi a R$ 4,882 (+2,01%), enquanto na mínima, atingida às 10h30, desceu a R$ 4,6437 na venda, queda de 2,97%.

Na semana, o dólar saltou 3,85%, a quarta consecutiva de ganhos e mais forte para uma semana desde novembro de 2019.

Somente em março, a moeda ganha 7,4% e dispara 19,93% no acumulado de 2020. O real tem o segundo pior desempenho global neste ano, melhor apenas que o peso colombiano, que perde 18,3%.

Últimas