Dólar tem maior alta em quase um mês e vale R$ 5,21

Valorização de 1,96%  da moeda norte-americana quebrou sequência de quedas da divisa ante o real

Alta foi guiada por novas tensões entre EUA e China

Alta foi guiada por novas tensões entre EUA e China

Pxhere

O dólar teve firme alta ante o real nesta quinta-feira (23), devolvendo parte das quedas das últimas três sessões. No fechamento do dia, a moeda norte-americana saltou 1,96%, a R$ 5,2145 na venda, maior alta diária desde 26 de junho.

O dólar pernameceu em alta durante todo o pregão desta quinta-feira. Na máxima, foi a R$ 5,2235, ganho de 2,14%, e na mínima marcou R$ 5,12 , leve valorização de 0,11%. A quebrou uma sequência de três quedas da divisa ante o real, na qual o dólar acumulou perda de 4,98%.

A alta do dólar ante o real ocorreu em um clássico dia de aversão a risco nos mercados externos por receios sobre o ritmo de recuperação dos Estados Unidos em meio a temores de efeitos econômicos de tensões EUA-China.

"O potencial de uma possível vacina para o Covid-19 no curto prazo, juntamente com as próximas eleições nos EUA, são os principais eventos de risco previstos", disseram profissionais do BofA sobre fatores com chance de impactar o dólar nos próximos meses.