Economia Economia alemã deve contrair com mais força no 2º tri do que no 1º tri, diz ministério

Economia alemã deve contrair com mais força no 2º tri do que no 1º tri, diz ministério

MACRO-ALEMANHA-MINISTERIO:Economia alemã deve contrair com mais força no 2º tri do que no 1º tri, diz ministério

Reuters - Economia

BERLIM (Reuters) - A produção econômica da Alemanha vai cair mais acentuadamente no segundo trimestre do que no primeiro, disse o Ministério da Economia nesta segunda-feira, alertando que a recuperação no segundo semestre do ano e depois disso será lenta.

A maior economia da Europa entrou em quarentena em março, com muitas empresas interrompendo a produção e lojas sendo fechadas. Agora está enfrentando sua pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial, depois que a economia contraiu 2,2% no primeiro trimestre.

"A fase de recuperação econômica levará tempo porque os riscos epidemiológicos persistem e os cidadãos e as empresas reagem a eles", afirmou o ministério em seu relatório mensal.

Mas disse que o pior parece ter passado e acrescentou que a flexibilização gradual da quarentena sugere que a recuperação econômica provavelmente começou a partir de maio.

O ministério afirmou que o comércio exterior alemão provavelmente melhorou em maio, depois de exportações e importações em abril evidenciarem os maiores tombos desde que os registros começaram em 1990. [nL1N2DM0KD]

Mas previu um declínio significativo nas exportações e importações para 2020 como um todo.

O governo alemão manteve a previsão para a economia feita em abril de contração de 6,3% este ano, mas muitos institutos econômicos fizeram previsões mais pessimistas.

O programa de estímulo planejado pelo governo, de 130 bilhões de euros, pode aumentar a produção econômica da maior economia da Europa em 1,3 ponto percentual, tanto neste ano quanto no próximo, disse o instituto DIW na semana passada.

(Reportagem de Riham Alkousaa)

Últimas