5 dicas para falar sobre educação financeira com as crianças

Aproveite o Dia das Crianças para começar a falar sobre gastos e investimentos e prepare seu filho pra o futuro

Ensinar a criança sobre vida financeira é um investimento para o futuro dela

Ensinar a criança sobre vida financeira é um investimento para o futuro dela

Freepik

O Dia das Crianças já chegou e muita gente só pensa no que vai gastar com o presente dos filhos, sobrinhos, afilhados e as crianças da família. Mas que tal aproveitar a data para ensiná-los sobre educação financeira? Ensinar as crianças a terem uma relação saudável com o dinheiro é fundamental, principalmente porque na vida adulta vão assumir responsabilidades financeiras.

A melhor forma de falar sobre finanças com as crianças é dentro de casa. Nunca é cedo demais para aprender e é possível fazer isso de uma forma leve. O R7 Economize, em parceria com a CM Capital, selecionou 5 dicas para falar sobre educação financeira com as crianças.

1- A mesada é uma aliada
A mesada pode ser o primeiro contato de uma criança com o dinheiro e por isso é importante que tenha um valor fixo, uma frequência regular e que seja compatível com a idade. Com esse valor, por menor que seja, a criança pode entender o que significa poupar e consumir com responsabilidade. É importante não influenciar a criança e permitir que ela escolha o destino do dinheiro.

Cuidado para não usar a mesada como recompensa por coisas que são responsabilidade das crianças, como tirar notas boas. Oferecer dinheiro como estímulo não é um bom caminho.

2- Oriente a criança a poupar
O primeiro impulso de uma criança a receber alguma quantia de dinheiro é gastar com comidas ou brinquedos de uma só vez e, consequentemente, ficam sem qualquer quantia até o fim do mês. Esse é o melhor momento para ensinar para eles a diferença entre gastar, poupar e investir.

Simule seu investimento na CM Capital

3- Mostre como funcionam os investimentos
As crianças podem aprender desde cedo a importância de ter um investimento para realizar sonhos a curto e longo prazo. Uma forma fácil e prática de mostrar esse mundo é com a CM Capital, uma das corretoras mais bem conceituadas do país. Através dela, os pais podem abrir uma conta e fazer investimentos a partir de R$ 30 e, no app, mostrar como o dinheiro ficará aplicado e será recuperado com seus rendimentos.

Aproveitando a familiaridade das crianças com o mundo online, os pais podem mostrar que investir é sempre o melhor caminho, além de terem à disposição os especialistas da CM Capital, que orientam sobre os tipos de investimentos para os diferentes perfis.

4- Ensine a diferença de gastos com o que é básico e o supérfluo
A tarefa pode parecer complicada, mas não é. Mostre através de exemplos práticos o que é necessidade básica, como alimentação, roupas, higiene, e o que é supérfluo, como brinquedos e viagens. Assim, é mais fácil ensinar a importância de ter um objetivo. Quando a criança tem objetivo, ela tem mais disposição em poupar e investir no que realmente quer.

5- Permita que a criança participe de uma decisão financeira
O supermercado pode ser um bom aliado nessa hora. Para ensinar a importância do planejamento e do valor do dinheiro, prepare uma lista de produtos que a família precisa e leve a criança para escolher os que estão em promoção ou são mais baratos. Dessa forma, ela se sente útil para o planejamento financeiro da casa e aprende conceitos básicos da vida financeira.

Toda criança pode aprender sobre finanças de uma forma simples. Tenha paciência, esteja disposto e conte com a CM Capital para cuidar dos seus investimentos. Se você ainda não é um investidor, seja um exemplo para seus filhos e abra já sua conta na CM Capital. É online, gratuito e não há custos de manutenção de conta. Com R$ 30 você já pode investir e pensar também no futuro das crianças.

CM Capital, a corretora dos grandes players agora também no varejo