Economize Apenas quatro fundos imobiliários acumulam valorização em 2020

Apenas quatro fundos imobiliários acumulam valorização em 2020

Levantamento aponta que rentabilidade dos principais ativos do segmento variam entre alta de 8,6% e perda de 7% de janeiro a junho

Fundo BB Renda Corporativa lidera ganhos em 2020

Fundo BB Renda Corporativa lidera ganhos em 2020

Pixabay

Somente quatro dos FIIs (Fundos Imobiliários) que compõem o IFIX (Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários) apresentaram valorização no acumulado de 2020 até o dia 5 de junho, segundo levantamento feito pelo buscador de investimentos Yubb.

No período, a rentabilidade dos principais ativos de renda variável ligados ao mercado imobiliário variou entre o ganho de 8,6% e a perda de 7%.

Leia mais: Reabertura impulsiona atratividade dos fundos imobiliários

No topo da relação aparece o fundo BB Renda Corporativa, cujo investimento está atrelado a agências bancárias. "Mesmo com os comércios fechados, os bancos são algumas das maiores empresas que existem no país. Dessa forma, são inquilinos que não deixam de pagar aluguel", analisa o fundador do Yubb, Bernardo Pascowitch.

Na sequência, aparecem dois fundos ligados a hospitais. "Como estamos em uma crise de saúde, a demanda por hospitais está muito maior. Hoje, os fundos imobiliários que investem em hospitais tendem a ser melhores do que outros FIIs de setores que estão com suas atividades fechadas", explica Pascowitch.

Conheça a rentabilidade dos FIIs que compõem o IFIX:

1º lugar - BB Renda Corporativa (BBRC11): 8,66%
2º lugar - JHSF Rio Bravo Fazenda Boa Vista Capital Protegido (RBBV11): 2,47%
3º lugar - Green Towers (GTWR11): 0,77%
4º lugar - Hospital Nossa Senhora de Lourdes (NSLU11): 0,51%
5º lugar - Capitania Reit FoF (CPFF11): 0%
6º lugar - BM Brascan Lajes Corporativas (BMLC11B): -2,63%
7º lugar - Kinea Índice de Preços (KNIP11): -3,61%
8º lugar - BTG Pactual Fundo de CRI (FEXC11): -4,11%
9º lugar - Mérito Desenvolvimento Imobiliário (MFII11): -5,49%
10º lugar - Edifício Almirante Barroso (FAMB11B): -5,57%
11º lugar - Caixa Rio Bravo (CXRI11): -5,63%
12º lugar - VBI FL 4440 (FVBI11): -5,80%
13º lugar - Cyrela Commercial Properties (CEOC11): -6,16%
14º lugar - CSHG Logística (HGLG11): -6,22%
15º lugar - CSHG Renda Urbana (HGRU11): -6,52%
16º lugar - BB Progressivo II (BBPO11): -6,59%
17º lugar - UBS (BR) Recebíveis Imobiliários (UBSR11): -6,76%
18º lugar - RB Capital Renda I (FIIP11B): -6,77%
19º lugar - CSHG GR Louveira (GRLV11): -7,05%
20º lugar - Mercantil do Brasil (MBRF11): -7,07%

Últimas