Brasileiros devem gastar R$ 250 com ceia; valor é 20% a mais que 2018 

Maior parte dos entrevistados afirma que deve dividir o valor da comemoração para não pesar no bolso

93% pretende comemorar a data com a família

93% pretende comemorar a data com a família

EFE

Os brasileiros devem gastar, em média, R$ 250 com os preparativos ou almoço de Natal. O dado é de pesquisa divulgada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) nesta sexta-feira (20). 

O valor é 20% superior a média de gastos de 2018, quando os brasileiros gastaram R$ 207,27. 

A pesquisa aponta que 93% dos brasileiros pretendem celebrar o Natal ao lado de familiares e amigos e que a maioria vai dividir as despesas da festa. 

Para evitar dívidas, 30% dos entrevistados devem dividir os gastos da festa e outros 29% vão dividir o valor total da ceia. 

Apenas 12% disseram arcar com todas as despesas — especialmente os homens (17%) e as classes A e B (20%) —, enquanto 9% afirmaram que cada pessoa da família pagará sua própria conta.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, diz que compartilhar as despesas é uma boa estratégia para quem não quer gastar muito, além de ser uma forma democrática de celebrar a data. “Combinar um valor a ser compartilhado por participante ou dividir os pratos da ceia entre os convidados pode evitar que os custos sobrecarreguem o bolso de uma única pessoa”, afirma. 

Quatro em cada dez pretendem comemorar em casa, enquanto 20% devem ir até a casa de parentes e 15% para a casa dos pais.

Metodologia da pesquisa

Inicialmente foram ouvidos 686 consumidores nas 27 capitais para identificar o percentual de quem pretendia ir às compras no Natal e, depois, a partir de 600 entrevistas, investigou-se em detalhes o comportamento de consumo no Natal. A margem de erro é de no máximo 3,7 e 4,0 pontos percentuais, respectivamente, a uma margem de confiança de 95%.