Economize Como investir R$ 300 milhões da Mega da Virada e viver de renda

Como investir R$ 300 milhões da Mega da Virada e viver de renda

Quanto pode render a bolada da Mega Sena na renda fixa ou na renda variável. Confira as opções apontadas por especialistas

Agência Estado

Resumindo a Notícia

  • Mega da Virada paga até R$ 300 milhões no dia 31 de dezembro
  • Investidor que deixar o valor na poupança perde R$ 5,82 milhões em um ano
  • Especialistas recomendam a diversificação para quem busca rentabilidade
  • Entre os investimentos citados estão o CDB e o Tesouro Selic
As apostas podem ser feitas até as 17 horas do dia 31 de dezembro

As apostas podem ser feitas até as 17 horas do dia 31 de dezembro

André Melo Andrade/ Estadão Conteúdo - 05.12.2019

O concurso 2330 da Mega-Sena é, certamente, o mais aguardado de 2020 para todo apostador. Num ano em que crise causada pela pandemia da covid-19 reduziu a renda do brasileiro e aumentou o número de desempregados – dados da PNAD, do IBGE, mostram que a taxa de desemprego no país foi de 14,3% no terceiro trimestre do ano -, a Mega da Virada 2021 é a esperança de entrar no Ano Novo com todos os problemas financeiros resolvidos.

Leia também: É possível começar a investir com R$ 100 por mês? Veja como fazer

Segundo a Caixa, o prêmio pode chegar a R$ 300 milhões, um dos quatro maiores já pagos no sorteio das loterias. E a característica única da Mega da Virada é que é prêmio não é cumulativo: essa bolada vai encontrar um ou mais acertadores.

Para ter chance de ganhar no sorteio da Mega-Sena, as apostas tem de ser realizadas até às 17 horas do dia 31 de dezembro de 2020, nas casas lotéricas ou on-line (para correntistas da Caixa). O sorteio acontecerá às 20 horas e o resultado você pode conferir aqui. Os jogos custam a partir de R$ 4,50 e não há limite de cartelas por apostador, que pode escolher entre 6 e 15 números.

Viver de renda

Com os R$ 300 milhões da Mega da Virada, o sonho de viver de renda de muitos brasileiros vira realidade. O sortudo vai materializar esse desejo da noite para o dia. Mas é bom lembrar que ganhar não basta. É previso fazer esses milhões se multiplicar?

No mercado financeiro há várias alternativas, como a poupança, os títulos do tesouro direito, o CDB, os fundos de investimento, a bolsa de valores. Há desde alternativas conservadoras até as mais arriscadas.

Na poupança, por exemplo, que rende 1,40% ao ano – cerca de 0,12% ao mês – (70% da Selic, 2% ao ano, mais Taxa Referencial, que está zerada) o retorno será de R$ 4,164 milhões ao ano ou R$ 347 mil ao mês.

Contudo, desde que a taxa básica de juros brasileira atingiu seu piso histórico, a aplicação mais popular do Brasil tem rentabilidade real negativa, ou seja, o investidor perde poder de compra pois o retorno é menor do que a inflação do período.

Para 2021, o IPCA esperado é de 3,34%. Com isso, o retorno real da poupança será negativo em 1,94% no ano caso as condições se mantiverem as mesmas. Mesmo que o montante inicial seja alto, a poupança deixou de ser interessante como era antigamente.

Em termos práticos, considerando o cenário atual, investir o prêmio de R$ 300 milhões na caderneta de poupança significa perder R$ 5,82 milhões em um ano. (Confira os valores no final da reportagem)

Diversificação = maior rentabilidade

Para driblar esta situação, especialistas do mercado consultados pelo E-Investidor afirmam que o ganhador da Mega-Sena deve buscar por produtos semelhantes, mas que apresentam melhores retornos. “De imediato, a pessoa deve aplicar em outros produtos de baixo risco e resgate rápido”, diz Bruno Mori, planejador financeiro CFP pela Planejar.

Entre os investimentos citados estão o CDB e o Tesouro Selic. Ambos, no entanto, ainda rendem menos que a inflação. Porém, já são aplicações com melhores rentabilidades e que cumprem bem o seu propósito, que é o de reserva de emergência.

Uma boa meta de rentabilidade dos investimentos é de 6% ao ano (0,5% ao mês), o que renderia para o sortudo vencedor da Mega da Virada R$ 18 milhões em um ano ou R$ 1,5 milhão mensais, o que é mais do que suficiente para viver da renda dos investimentos. Para chegar a esses números, a recomendação é clara: os investidores devem diversificar.

Respeitando o perfil de risco e os objetivos, é recomendável, aos poucos, a pessoa buscar outras formas de fazer o dinheiro render mais. “Quanto mais se arrisca, maiores são os ganhos no longo prazo”, afirma Maria Eduarda Strucchi, head comercial CFP da Ágora Investimentos.

Por isso, se o investidor tem o perfil moderado ou arrojado, deve buscar por aplicações na bolsa de valores, seja em fundos de investimentos, fundos imobiliários (FIIs) ou ações. No caso das duas últimas opções, além da valorização dos ativos, o investidor tem a chance de receber dividendos, que são uma ótima fonte de renda extra.

Segundo projeção da Ágora Investimentos, o Ibovespa deve alcançar o patamar dos 130 mil pontos em 2021, o que representa um potencial de valorização de 8,15% com base no fechamento do mercado de terça-feira (29).

Então, se o investidor apostar uma parte do seu valor em um ETF que seja vinculado ao índice, como o BOVA11, ele terá rendimento muito acima dos de renda fixa nesta aplicação. Além disso, também há diversas ações que devem ter desempenho acima da média do mercado no ano que vem e podem ser boas oportunidades.

Porém, é importante ressaltar a necessidade de respeitar o perfil e o objetivo, pois uma desobediência pode causar um estrago muito grande. Não se esqueça que estamos falando de renda variável e essas aplicações podem ficar negativas no curto prazo, o que pode fazer a pessoa perder um valor muito grande se retirar o montante antes da hora.

“Cada um tem diferentes necessidades e aceitação de risco. Então, não há um número mágico para se investir, a alocação dos recursos varia com base em seu perfil”, comenta Mori, da Planejar.

Outra dica dos especialistas é buscar ajuda de um profissional na gestão de sua nova fortuna. “Quando se trata de um investimento tão grande, é sempre importante uma boa curadoria dos produtos que o pequeno investidor não consegue fazer sozinho”, afirma Strucchi.

Adeque seu estilo de vida

Além de investir da melhor forma, outra dica para o novo milionário fazer seu dinheiro da melhor forma é adequar seu padrão de vida dentro do seu novo orçamento que os investimentos proporcionam. “Já vimos muitos casos de pessoas que perderam tudo logo depois que ganham altas quantias”, diz Mori.

Então, saber administrar a fortuna é tão importante quanto saber investi-la. E o investidor deve criar um fluxo de caixa sustentável de suas finanças para que o montante se multiplique e não acabe no longo prazo.

Veja a rentabilidade de R$ 300 milhões em um ano
Aplicação, rentabilidade em 1 ano e valor bruto (milhão)

Poupança - 1,40%  - R$ 304.200.000
Tesouro Selic* - 2,10% - R$ 306.300.000
CDB - 110% do CDI* - 2,20% - R$ 306.300.000
Ibovespa** - 8,15% - R$ 324.450.000
Inflação*** - 3,34% - R$ 310.020.000

Fonte: Ágora Investimentos
*Rentabilidade bruta
**Projeção da Ágora
***Projeção Boletim Focus

Últimas