Economize Confira opções de carnes mais baratas que cabem no orçamento

Confira opções de carnes mais baratas que cabem no orçamento

Acém, músculo, frango e suíno são alternativas mais em conta para comprar enquanto o preço da proteína continua alto. Veja dicas

  • Economize | Márcia Rodrigues, do R7

A carne bovina registrou elevação de 29,51% em 12 meses

A carne bovina registrou elevação de 29,51% em 12 meses

Nacho Doce/Reuters

O preço da carne bovina só deve começar a cair a partir de maio, segundo especialistas ouvidos pelo R7 Economize. O custo da proteína subiu seis vezes mais do que a inflação nos últimos 12 meses e deve continuar valorizando por um bom tempo.

Só para se ter uma ideia, enquanto o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ficou em 5,20% nos últimos 12 meses, a carne bovina registrou elevação de 29,51%.

A pedido da reportagem do R7 Economize, a nutricionista Adriana Stavros e a chef funcional Lidiane Barbosa, que também é presidente do Projeto Crescer e Semear, elaboraram uma série de pratos acessíveis e nutritivos para o consumidor driblar a alta da carne.

Normalmente, o contrafilé, filé mignon, picanha e outros pedaços da parte traseira do boi são os mais procurados pelos brasileiros.

Com a alta no preço da carne, esses pedaços valorizaram muito e a compra deles ficou inviável para muita gente.

Quem não dispensa um pedaço de carne no prato, Lidiane sugere o acém e o músculo.

“Com eles conseguimos fazer excelentes picadinhos, carne de panela, estrogonofe e carne moída”, orienta a chef funcional.

Carne de porco e de frango

O frango é rico em uma variedade de nutrientes importantes, incluindo proteína, niacina, selênio e fósforo, segundo Adriana.

“Quanto à gordura, diferentes partes têm diferentes quantidades de colesterol”, diz.

A carne de peito é a mais magra, seguido das coxas, orienta a nutricionista, que cita duas opções de preparo:

Grelhado: pode ser uma maneira rápida e saudável de aumentar a ingestão de proteínas. Acrescente vegetais na grelha para ajudar a completar sua refeição. Pode servir com arroz e feijão.

Assado:  assar o frango é uma ótima opção para um almoço ou jantar, especialmente se você tem pouco tempo. Basta temperar, cobrir com papel alumínio e levar ao forno por 40 minutos.

Retire o papel e acescente legumes variados como brócolis, cenoura, batata, couve-flor e tomate.

Leve de volta ao forno por mais 30 minutos. Está pronto. Além de ter baixo teor de gordura, é fácil, rápido, rico em nutrientes e proteína.

A carne de porco, de acordo com Adriana, contém os nove aminoácidos essenciais necessários para o crescimento e manutenção do corpo.

“Porém certifique-se de escolher os cortes mais magros. O lombo por exemplo, é equivalente ao filé mignon bovino, e pode ser feito assado ou grelhado e servido com arroz e feijão”, ressalta Adriana.

Ovo

Ainda na categoria de proteínas de origem animal, dá para fazer uma série de pratos com o ovo. Entre eles, omelete de batata frita, omelete de forno, fritada e ovo em anéis (dá para servir no pimentão, batata, batata-doce, abobrinha, berinjela etc.), segundo Lidiane.

Feijão, lentilha e outros grãos

Embora grãos como feijão, grão de bico e lentilhas, não tenham gosto de carne, eles também são fonte de proteína.

“As leguminosas contêm carboidratos, incluindo fibras saudáveis para o coração, o que ajuda a reduzir o risco de colesterol alto e doenças cardíacas.”

“A dica para o consumo desses alimentos e aproveitamento do aporte proteico e de nutrientes em geral é o pré-preparo. É importante deixar grãos e leguminosas sempre de molho de um dia para o outro por, no mínimo, 8 horas. Coloque as leguminosas em uma vasilha e encha de água até cobrir e esprema 1/3 limão”, recomenta a chef.

Confira algumas receitas da chef:

Snacks de grão de bico ou feijão

Ingredientes:
• 300g de grão de bico ou feijão branco
• 30g de azeite de oliva extra virgem ou óleo de coco extra virgem líquido
• 10g de levedura nutricional
• 5g de Lemon Pepper

Segredinhos: deixe o grão de bico de molho por, no mínimo 8h, em água suficiente para cobrir e com 10 ml de vinagre de maçã. Não esqueça se deixar na geladeira!

Escorra a água do molho.

Coloque o grão de bico em uma vasilha e adicione os demais ingredientes. Misture bem com as mãos. Espalhe em uma assadeira e leve para assar a 160c por 40 minutos.

Bolinha falafel de queijo
• 350g de grão de bico cru
• 100ml de água
• 1 cebola pequena inteira
• 1 dente de alho
• 1/2 limão espremido
• 2 colheres se sopa de azeite de oliva extra virgem
• Sal marinho moído a gosto
• Pimenta Síria
• Salsinha ou coentro a gosto
• Pedaços de queijo (vegano ou de búfala)

Modo de preparo:

Deixe o grão de bico de molho de 24 a 48 horas com água suficiente para cobrir. Acrescente na água 1/2 limão espremido.

Cubra com plástico filme e faça furos ou com um paninho fino e transparente e leve à geladeira. Troque a água quando der 24h ou se for deixar de molho por mais tempo.

Retire o grão de bico do molho, despreze a água e bata (ele cru mesmo) com todos os ingredientes no processador ou liquidificador.

Coloque a massa para descansar na geladeira por 1 hora. Faça bolinhas e coloque pedacinhos de queijo no meio. Leve ao forno pré-aquecido a 180c.

A forma precisa estar untada com óleo de coco ou azeite de oliva extra virgem. Pincele também as bolinhas por cima. Deixe no forno por 25 a 30 minutos.

Se quiser fritar, o queijo ficará derretido. Mas não faça por imersão. Coloque o mínimo de óleo na frigideira, que conseguir. Utilize óleo de coco.

Rendimento: 30 bolinhas

Validade: 2 dias na geladeira

3 meses no congelador - só aquecer um pouco em temperatura baixa

Últimas