Economize Cupons de desconto rendem R$ 6 bilhões ao comércio eletrônico

Cupons de desconto rendem R$ 6 bilhões ao comércio eletrônico

Total economizado nas compras em lojas online por conta da ferramenta e cashbacks, em 2020, foi de R$ 50 milhões

  • Economize | Pietro Otsuka, do R7

Resumindo a Notícia

  • Cupons de desconto renderam R$ 6 bi para o e-commerce em 2020
  • Desempenho do ano passado foi 50% melhor do que o de 2019
  • Por conta dos cupons e cashbacks, foi economizado R$ 50 milhões em compras online
Compras com cupons de desconto e cashback cresceram 50% em 2020

Compras com cupons de desconto e cashback cresceram 50% em 2020

Pikrepo

Por conta da pandemia do novo coronavírus, que alterou hábitos de consumo do brasileiro — especialmente na transição para o comércio virtual —, o mercado de cupons e cashback teve resultados expressivos em 2020. 

Leia mais: Vendas no comércio estabilizam e interrompem série de altas

No ano passado, esse setor gerou cerca de R$ 6 bilhões para o e-commerce brasileiro, segundo pesquisa realizada pelo Cuponomia, portal que reúne cupons de desconto e cashback. O valor é 50% maior do que o registrado em 2019 (R$ 4 bilhões). Desse total, a empresa diz ser responsável por gerar R$ 1 bilhão. 

O resultado, embora animador, mostra também que há margem de crescimento ainda maior, visto que a transição para o digital é um movimento que parece sem volta tanto para as lojas, quanto para os consumidores. 

"Em 2020, o e-commerce avançou como nunca. Milhares de pessoas passaram a consumir, em sua grande maioria, pela internet", destaca Ivan Zeredo, diretor de marketing do Cuponomia. 

Entre as categorias de destaque no comércio virtual, vale ressaltar o desempenho de eletroeletrônicos, delivery, moda, aplicativos de transporte e produtos de beleza. "Vender online virou prioridade no varejo, que precisou se reinventar em pouco tempo", analisa Zeredo. 

Cashback

Segundo o levantamento do Cuponomia, o total economizado em compras online, a partir de cupons de desconto e cashback, alcançou a marca de R$ 50 milhões. 

Vale lembrar que o cashback consiste em um sistema em que o consumidor pode receber uma determinada parcela do valor da compra de volta, seja em forma de bônus ou de dinheiro depositado diretamente em conta corrente.

Os valores podem variar de acordo com a empresa ou com o aplicativo no qual o consumidor tem cadastro. 

Últimas