Economize Diferença de preço entre pacotes de tarifas bancárias chega a 50%

Diferença de preço entre pacotes de tarifas bancárias chega a 50%

Levantamento do Procon-SP analisou os custos dos serviços padronizados das seis principais instituições financeiras do país

Bancos são obrigados a oferecer quatro pacotes com os mesmos serviços

Bancos são obrigados a oferecer quatro pacotes com os mesmos serviços

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O preço dos pacotes padronizados de tarifas bancárias pode ter uma diferença de até 50,48%, segundo levantamento feito pelo Procon-SP. Os valores foram coletados nos próprios sites das instituições financeiras.

A maior diferença, de 50,48%, foi registrada na tarifa cobrada pelo banco Safra e o Itaú. O mesmo pacote de serviços era oferecido por R$ 31 (Safra) e R$ 46,65% (Itaú).

Para fazer a pesquisa, o Procon-SP comparou os valores dos quatro pacotes padronizados de serviços que os bancos devem oferecer ao correntista. Cada um deve ter exatamente os mesmos itens, respeitando regulamentação do Banco Central.

Foram analisados os valores praticados em 2020 e 2021 pelas seis principais instituições financeiras:

• Banco do Brasil;
• Bradesco;
• Caixa Econômica Federal;
• Itaú;
• Safra; e
• Santander.

No período, Bradesco, Itaú e Santander elevaram os preços dos quatro pacotes padronizados. O Banco do Brasil, CEF e Safra não alteraram os valores.

Confira os valores médios praticados pelas instituições nos quatro pacotes padronizados:

Padronizado I

• Maior valor: R$ 13,70 (Santander);
• Menor valor: R$ 11 (Safra);
• Diferença % (maior / menor valor): 24,55%; e
• Valor médio: R$ 12,93.

Padronizado II

• Maior valor: R$ 22,95 (Itaú);
• Menor valor: R$ 16 (Safra);
• Diferença % (maior / menor valor): 43,44%; e
• Valor médio: R$ 20,77.

Padronizado III

• Maior valor: R$ 29,95 (Itaú);
• Menor valor: R$ 22 (Safra);
• Diferença % (maior / menor valor): 36,14%; e
• Valor médio: R$ 27,28.

Padronizado IV

• Maior valor: R$ 46,65 (Itaú);
• Menor valor: R$ 31,00 (Safra);
• Diferença % (maior / menor valor): 50,48%; e
• Valor médio: R$ 41,54.

Maior variação positiva ocorreu no Pacote Padronizado II

• Em 2/06/20 o valor médio foi de R$ 20,35
• Em 25/05/21 o valor médio foi de R$ 20,77
• Elevação de 2,05%

Diferença em serviço prioritário chega a 900%

A pesquisa também avaliou a diferença de preço entre os serviços prioritários.

A maior, de 900%, foi na tarifa para “compra de moeda estrangeira – cheque viagem”, que custa R$ 25 no Bradesco e R$ 250 no Banco do Brasil.

Para conferir a pesquisa completa do Procon-SP basta clicar aqui.

Contratação do pacote não é obrigatória

Vale destacar que é direito do consumidor utilizar os serviços essenciais, os quais devem ser devidamente informados e oferecidos gratuitamente pelo banco.

E que a contratação do pacote não é obrigatória, não podendo ser imposta pelo banco.

Também é interessante ressaltar que, antes de contratar um pacote de serviços, o consumidor verifique se os serviços gratuitos (definidos pelo Banco Central como essenciais) já atendem as suas necessidades.

Assim, pode optar por não contratar nenhum pacote.

É possível consultar e comparar os valores dos pacotes de tarifas no site star, criado pela Febraban para auxiliar o consumidor.

Últimas