Economize Inadimplência deve continuar subindo com inflação e juros altos

Inadimplência deve continuar subindo com inflação e juros altos

Taxa de inadimplência das famílias com recursos livres avançou levemente em setembro e marca 4,25%

Pixabay

Economistas da Boa Vista preveem que a taxa de inadimplência deve continuar subindo nos próximos meses, em meio a um cenário de inflação alta, juros acelerando e dúvidas quanto à situação fiscal do País. Para eles, esse movimento não é surpresa, uma vez que esse índice estava represado em níveis baixos em meio ao cenário econômico "nada amistoso".

A taxa de inadimplência das famílias com recursos livres avançou levemente em setembro e marca 4,25%, ante 4,15% no mês anterior, segundo dados do Banco Central. A elevação na taxa havia sido antecipada pelo indicador de Registros de Inadimplentes da Boa Vista, que apontou alta de 1% na comparação mensal dos dados dessazonalizados no mesmo período.

Na análise da Boa Vista, o cenário econômico do País depende do Copom manter os planos originais, que eram de não reagir a toda e qualquer movimentação do mercado - o que, na visão da empresa, não estaria sendo cumprido.

Para a Boa Vista, o ritmo de crescimento da concessão de crédito dá sinais de acomodação, o que era esperado por causa do risco mais elevado do País, diante de projeções de crescimento do mercado cada vez menores e expectativas de alta na inflação e juros.

Últimas