Economize Saiba como entrar no mercado de ações e ser acionista de grandes empresas com até R$ 25

Saiba como entrar no mercado de ações e ser acionista de grandes empresas com até R$ 25

O investimento em renda variável tem riscos, mas com a ajuda de especialistas, como os da CM Capital, você fica mais seguro

  • Economize | Bruna Vichi, de Conteúdo e Marca

Fique esperto com o “efeito manada” e abra sua conta com segurança na CM Capital

Fique esperto com o “efeito manada” e abra sua conta com segurança na CM Capital

Freepik

Ser um investidor na Bolsa de Valores parece uma realidade muito distante para você? Não precisa ser porque o passo a passo é muito mais simples do que parece. Antigamente, muitas pessoas diziam que a Bolsa era “coisa de rico”, mas essa ideia já está ultrapassada e muitas ações disponíveis têm preços acessíveis.

O consultor financeiro Daniel Moura, do Team Urso, explica que qualquer pessoa pode comprar uma ação na Bolsa, onde ocorrem as negociações, desde que tenha uma conta em uma corretora como a CM Capital, que é uma das maiores do mercado. A abertura de conta na CM Capital é gratuita e feita totalmente online. E, segundo o especialista, não precisa de grandes quantias para ser um acionista de alguma empresa.

“Com o mercado de ações fracionadas, investir ficou ainda mais fácil. Uma ação da Petrobras, por exemplo, está R$24,52 [valor no momento em que a matéria foi escrita]. Ou seja, com esse valor em conta você pode comprar uma ação da companhia e virar acionista. E o mesmo raciocínio se replica para outras empresas listadas na bolsa”, explica Daniel.

Simule seus investimentos com a CM Capital

Por se tratar de uma renda variável, os investimentos no mercado de ações precisam de cautela. De acordo com Daniel, há uma recomendação de que perfis mais arrojados ou agressivos invistam nesse tipo de ativo, já que há riscos, tanto para mais ou menos, característica básica de rendas variáveis. “No entanto, com a Selic nos patamares atuais, acredito que a procura pelo mercado de ações vai aumentar para quem quer gerar riqueza ou até render mais seu capital”, pondera o especialista.

Os investidores iniciantes, na opinião de Daniel, devem buscar conhecimento e ajuda profissional no início da jornada para não terem grandes perdas ao entrarem no mercado de ações. Mas, para ele, essa é uma ótima ferramenta para geração de riqueza independente do perfil. “Busque conhecimento antes de tomar alguma decisão na Bolsa. Busque o máximo de conhecimento possível sobre mercado em geral, gerenciamento e diversificação. Isso vai te levar a ter uma vida longa na bolsa de valores e fazer bons negócios”, aconselha.

Os riscos da compra de ações
Segundo Daniel, a renda variável, como o próprio nome já diz, sofre variações que devem ser consideradas pelo trader. “Existe um risco quando você compra um ativo/ação e a empresa entrega resultados ruins ou surge uma notícia que impacta diretamente no lucro e seu valor de mercado é desvalorizado. Há perda de dinheiro caso você venda o ativo/ação a um preço menor do que comprou”, explica o especialista.

Outro risco comum na Bolsa de Valores, na opinião de Daniel, é a falta de conhecimento. Com a “era da internet”, muito gurus ou especialistas indicam caminhos que são seguidos por investidores iniciantes que não sabem por que estão comprando o ativo, que é conhecido como efeito manada. “Fuja do efeito manada, busque conhecimento, procure profissionais sérios que consigam te capacitar para fazer suas próprias escolhas com fundamento ou terceirize isso através de fundos de investimento, que é outra maneira de se expor ao mercado de ações”, aconselha Daniel.

Na CM Capital, corretora indicada por Daniel, um time de especialistas está preparado para orientar todos os perfis de investidores no mercado de ações ou em quaisquer outros investimentos. Com taxa zero de abertura de conta, você pode começar sua estratégia de investimento e ver seu dinheiro trabalhando por você.

CM Capital, a corretora dos grandes players agora também no varejo

Últimas