Novo Coronavírus

Economia Em meio à pandemia, Hyundai suspende contratos por um mês

Em meio à pandemia, Hyundai suspende contratos por um mês

Apenas atividades essenciais serão mantidas pela empresa na fábrica de Piracicaba, no interior de São Paulo e nos escritórios da capital paulista

  • Economia | Do R7

Fábrica da Hyundai em Piracicaba

Fábrica da Hyundai em Piracicaba

Divulgação

A Hyundai Motor Brasil anunciou nesta quinta-feira (23) que, em acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba, decidiu suspender os contratos de trabalho dos funcionários tanto da fábrica do município, no interior de São Paulo, como dos escritórios da capital paulista. Apenas atividades essenciais serão mantidas na fábrica e nos escritórios. 

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

A medida não prevê redução de salários e vale de 27 de abril a 26 de maio. O retorno das atividades está previsto para 27 de maio, mas pode ser prorrogado por mais 30 dias. De acordo com a empresa, a decisão é uma resposta à continuidade da quarentena no estado  e ao impacto da pandemia da covid-19 na economia nacional. 

Leia também: Crise 'sem precedente' reduz consumo energético e adia leilões

A companhia informa ainda que a ação está de acordo com as medidas de proteção de emprego aprovadas pelo governo federal.  Durante a suspensão de contrato, a Hyundai vai complementar o benefício emergencial do governo federal, de 70% do seguro-desemprego, com o valor restante (30% do salário nominal) determinado pela legislação. Será também acrescida uma ajuda compensatória, para que cada funcionário siga recebendo o mesmo salário líquido, sem redução. O valor deverá corresponder ao salário nominal, menos Imposto de Renda e INSS.

Veja também: Executivo da UE propõe plano de 2 trilhões de euros

De acordo com a Hyundai, desde o início da pandemia do novo coronavírus, a empresa já adotou banco de horas, home office e antecipação de férias coletivas para preservar seus funcionários e permitir que fiquem em casa, conforme orientam as autoridades públicas de saúde e do governo estadual.

Últimas