Etanol poderá ser vendido direto das usinas para os postos, diz Bolsonaro

Norma atual da ANP estabelece que todo combustível deve passar por empresa distribuidora antes de chegar às bombas

Bolsonaro comemorou novas diretrizes do CNPE

Bolsonaro comemorou novas diretrizes do CNPE

Ueslei Marcelino/Reuters - 7.11.2014

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quarta-feira (1º) a aprovação de diretrizes pelo CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) para que o etanol possa ser vendido das usinas diretamente para os postos de combustíveis.

“A venda direta de etanol pode proporcionar maior concorrência no setor e baratear o preço dos combustíveis nas bombas”, escreveu em publicação nas redes sociais.

Em junho, o CNPE aprovou resolução que define diretrizes para a comercialização, por produtor, de etanol hidratado combustível diretamente com revendedor varejista de combustíveis automotivos e transportador-revendedor-retalhista (TRR).

Atualmente, a norma da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) estabelece que todo combustível deve passar por empresa distribuidora antes de chegar às bombas dos postos.

Em diversas ocasiões, Bolsonaro já defendeu a venda direta como forma de reduzir os preços dos combustíveis. A aprovação da resolução pelo CNPE permitirá à ANP implementar as ações para a venda direta de etanol.

Um projeto de decreto legislativo para liberar a venda sem intermediários também está tramitando na Câmara dos Deputados. Ele foi aprovado pela Comissão de Minas e Energia no fim de 2019 e está sendo analisado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania), para depois seguir para votação no plenário.