Economia EXCLUSIVO-Chinesa Sinopec pausa projetos na Rússia por cautela com sanções, dizem fontes

EXCLUSIVO-Chinesa Sinopec pausa projetos na Rússia por cautela com sanções, dizem fontes

UCR-NIA-CRISE-CHINA-RUSSIA:EXCLUSIVO-Chinesa Sinopec pausa projetos na Rússia por cautela com sanções, dizem fontes

Reuters - Economia

Por Chen Aizhu e Julie Zhu e Muyu Xu

(Reuters) - O grupo estatal da China Sinopec suspendeu as negociações para um grande investimento petroquímico e um empreendimento de comercialização de gás na Rússia, disseram fontes à Reuters, atendendo a um pedido de cautela feito pelo governo chinês à medida que aumentam as sanções pela invasão da Ucrânia.

O movimento do maior refinador de petróleo da Ásia de frear um investimento que poderia chegar a meio bilhão de dólares destaca os riscos, até mesmo para o parceiro diplomático mais importante da Rússia, de pesadas e inesperadas sanções do Ocidente.

Pequim manifestou repetidamente oposição às sanções, insistindo que manterá intercâmbios econômicos e comerciais normais com a Rússia, e se recusou a condenar as ações de Moscou na Ucrânia ou chamá-las de invasão.

Mas nos bastidores está pressionando empresas a agir com cuidado com investimentos na Rússia, seu segundo maior fornecedor de petróleo e terceiro maior fornecedor de gás.

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, há um mês, os três gigantes estatais da energia da China --Sinopec, China National Petroleum Corp (CNPC) e China National Offshore Oil Corp (CNOOC)-- vêm avaliando o impacto das sanções em seus investimentos multibilionários na Rússia, disseram fontes com conhecimento direto do assunto.

"As empresas seguirão rigidamente a política externa de Pequim nesta crise", disse um executivo de uma empresa estatal de petróleo. "Não há espaço para que as empresas tomem iniciativas em termos de novos investimentos."

(Por Chen Aizhu, Julie Zhu and Muyu Xu)

Últimas