Economia Exportação de carne bovina do Brasil tem maior volume do ano em novembro, diz Abrafrigo

Exportação de carne bovina do Brasil tem maior volume do ano em novembro, diz Abrafrigo

COMMODS-CARNE-BOVINA:Exportação de carne bovina do Brasil tem maior volume do ano em novembro, diz Abrafrigo

Reuters - Economia

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações de carne bovina do Brasil cresceram 10% em volume em novembro, com as compras chinesas voltando a aumentar em relação ao mês anterior, apontou nesta quinta-feira a associação de indústrias Abrafrigo.

A exportação em novembro atingiu o recorde no ano com uma movimentação de 197.852 toneladas (in natura e processada) e receita de 844,8 milhões, praticamente estável ante o mesmo mês do ano passado.

Com isso, a Abrafrigo mantém previsão de um crescimento de embaques em 2020 próximo de 10%, e de aproximadamente 15% nas receitas.

A China aumentou suas compras de 109 mil toneladas em outubro para 123 mil toneladas em novembro, disse a Abrafrigo, citando dados do governo.

No acumulado do ano, as exportações atingiram a 1,85 milhão de toneladas, versus 1,7 milhão no mesmo período de 2019.

As receitas, por sua vez, alcançaram 7,7 bilhões de dólares até novembro de 2020, contra 6,8 bilhões de dólares no mesmo período de 2019.

"Com essa movimentação, o mercado chinês importou até agora 57,9% da exportação total brasileira de carne bovina, contra 43,2% em 2019, somando-se as operações realizadas pelo continente e pela cidade estado de Hong Kong", afirmou.

Depois da China o maior comprador do produto foi o Egito, com 122.753 toneladas até novembro (queda de 23,7% em relação a 2019). Na terceira posição veio o Chile com 56.373 toneladas (-21,1%); em quarto lugar ficou a Rússia, com 56.373 toneladas (-14,8%), segundo a Abrafrigo.

Os Estados Unidos aparecem em quinto lugar, com compras de 54.384 toneladas (+52,6%).

(Por Roberto Samora)

Últimas