Economia Exportações de grãos da Rússia devem desacelerar no curto prazo, diz ministério

Exportações de grãos da Rússia devem desacelerar no curto prazo, diz ministério

MOSCOU (Reuters) - As exportações de grãos da Rússia vão desacelerar no curto prazo, uma vez que exportadores têm achado difícil oferecer preços competitivos no exterior devido aos elevados preços no mercado doméstico, disse o Ministério da Agricultura nesta quarta-feira.

Maior exportadora global de trigo, a Rússia tem visto suas exportações de grãos caírem de ritmo devido à menor oferta sazonal, mas essa queda até o momento foi mais lenta do que o esperado por muitos analistas.

As exportações foram fortes na primeira parte do atual ano comercial, que começa em 1° de julho. As exportações russas de grãos cresceram 4 por cento até o momento neste ano comercial, ante 40 por cento no início de setembro.

Os preços do trigo na Rússia seguem relativamente altos devido à demanda de exportadores que buscam oferta para cumprir contratos fechados anteriormente e à baixa oferta, uma vez que alguns produtores estão segurando as vendas de seus estoques na esperança de ver o preço crescer ainda mais nas próximas semanas.

"Há grãos suficientes para o país atualmente. A partir de março, os produtores domésticos irão começar vendas mais ativas de grãos devido à preparação para o plantio de primavera", disse o ministério.

A pasta de Agricultura afirmou ainda que não espera nenhum déficit de grãos no mercado doméstico e que os preços no mercado interno devem cair em um período de um a três meses.

(Por Polina Devitt)