Economia Exportações totais de carne bovina sobem 20% em maio

Exportações totais de carne bovina sobem 20% em maio

Associação Brasileira de Frigoríficos informa que exportações somaram 181,19 mil toneladas; mesmo com recorde, desempenho indica desaceleração

Agência Estado
No mês passado o volume exportado teve alta de 50% em relação a maio 
de 2021

No mês passado o volume exportado teve alta de 50% em relação a maio de 2021

Amanda Perobelli/Reuters-07/03/2022

As exportações totais de carne bovina (in natura e processados) somaram 181,19 mil toneladas em maio deste ano. Esse resultado significou um crescimento de 20% ante as vendas ao exterior em maio de 2021, quando foram reportadas 150,71 mil toneladas, informou a Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos) com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia, compilados pela entidade. Apesar de representar um recorde para o período, o desempenho indica uma desaceleração em relação ao pico de março deste ano, quando as exportações superaram 203 mil toneladas, e abril, com 186 mil toneladas.

No mês passado, o volume exportado representou receita de 1,09 bilhão de dólares, alta de 50% em relação a maio de 2021.

No acumulado do ano, as exportações brasileiras de carne bovina somam 714,36 mil toneladas, alta de 28% em comparação com igual intervalo do ano passado. Em valores, por sua vez, houve crescimento de 57%, de 3,24 bilhões de dólares nos primeiros cinco meses de 2021 para 5,1 bilhões de dólares em período semelhante de 2022.

Segundo a associação, neste ano, além da boa performance chinesa nas aquisições, o Brasil está contando com a elevação das importações dos Estados Unidos. Os norte-americanos aumentaram suas compras de 33,7 mil toneladas em 2021 para 90,7 mil toneladas em 2022 (alta de 169%). O Egito é outro player importante, já que importou 17,59 mil toneladas até maio de 2021 e, neste ano, chegou a 66,81 mil toneladas (alta de 342%).

Até maio de 2022, a China elevou suas compras de 318,93 mil toneladas para 440,89 mil toneladas (alta de 48,3%), o que mais do que compensou a redução das importações pela cidade de Hong Kong, que caíram 55%, passando de 99,2 mil toneladas em 2021 para 44,6 mil toneladas em 2022. No total, 109 países elevaram suas importações nos cinco primeiros meses do ano, enquanto outros 38 reduziram suas compras, informa a Abrafrigo.

Últimas