Fatia da Petrobras na TAG será vendida com prêmio, diz diretor

audima

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras pretende vender "com prêmio" a sua fatia remanescente na Transportadora Associada de Gás (TAG), empresa de gasodutos que foi arrematada por um consórcio formado pela elétrica Engie e um fundo canadense, disse nesta quarta-feira o diretor de Relações Institucionais da estatal brasileira, Roberto Ardenghy.

Segundo ele, não se deve pensar que os 10% restantes da Petrobras na TAG serão vendidos por valor proporcional aos 33,5 bilhões de reais que Engie e o fundo canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ) pagaram por 90% do ativo de transporte de gás.

"A ideia é vender esse resíduo de participação com a vantagem de vender com prêmio", disse ele a jornalistas, em evento do grupo Lide Rio de Janeiro.

"Quando você vende um negócio que dá certo, você pode vender com prêmio. Eles (a Engie) têm direito de preferência... quando você quer adquirir o controle total, você tem pagar mais", acrescentou, sem revelar um estimativa de valor.

Na véspera, o diretor-presidente Engie Brasil Energia, Maurício Bähr, disse que o grupo quer exercer seu direito de preferência de compra.

Publicidade

None

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Ir para versão mobile