Economia FGTS: franquias e revendas têm negócios de até R$ 500. Confira!

FGTS: franquias e revendas têm negócios de até R$ 500. Confira!

É possível vender cosméticos, maquiagens, perfumes, produtos para animais de estimação, entre outros. Mais de 106 milhões têm direito ao saque 

Mais de 106 milhões de trabalhadores têm direito ao saque das contas do Fundo

Mais de 106 milhões de trabalhadores têm direito ao saque das contas do Fundo

Marcelo Camargo Agência Brasil

Com 12,6 milhões registrados em agosto, segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), empreender vem se mostrando uma boa alternativa para quem busca uma fonte de renda.

Se faltam recursos para começar o negócio, o dinheiro do saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pode ser uma alternativa.

Mais de 106 milhões de trabalhadores têm direito ao saque das contas ativas e inativas do Fundo, segundo a Caixa. 

O valor de R$ 500 pode parecer pouco para a empreitada, mas há opção de franquia e revenda com investimento inicial de até essa quantia.

É possível vender cosméticos, maquiagens, perfumes, produtos para animais de estimação, que também contam com cuidadores.

O R7 levantou sete negócios que podem ser iniciados com R$ 500. Em três deles, em seis deles, o empreendedor pode levar o produto ou serviço até a casa do cliente.  Em um deles, as vendas são feitas pela internet. Todos podem ter como base a casa do empresário.

Confira as opções:

Mary Kay (revenda comissionada)
A empresa fabrica e vende cosméticos, maquiagens e perfumes.
Investimento inicial: R$ 69 (kit com materiais de apoio e produtos para demonstrar para os clientes)
Faturamento médio mensal: valor varia muito de consultor para consultor, segundo a empresa
Comissão: de até 40% sobre o que vender
Retorno do investimento: prazo varia muito de consultor para consultor, segundo a empresa
Como fazer: se não conhecer um consultor, basta localizar o endereço do profissional mais próximo da sua casa no site da Mary Kay.

Leia também: FGTS: pagar dívida é prioridade, mas há opção para investir

Natura (revenda comissionada)
A empresa fabrica e vende cosméticos, maquiagens e perfumes.
Investimento inicial: há três opções kits: Quero Agora (R$ 92,90), Quero Make (R$ 192,90) e Quero Perfume (R$ 192,90).
Faturamento médio mensal: a empresa não revela
Comissão: de 12% a 35%
Retorno do investimento: a partir de um mês
Como fazer: cadastro deve ser feito no site da Natura.

Docg (revenda comissionada)
Empresa fabrica e atua com venda direta de produtos para animais de estimação.
Investimento inicial: R$ 150 (modelo venda direta)
Faturamento médio mensal: R$ 700 a R$ 800
Comissão: 25% sobre o que vender
Retorno do investimento: a partir do primeiro mês
Como fazer: no site Docg

My Pet’s Nanny (revenda de serviços)
A empresa oferece cuidados, passeio e hospedagem a animais.
Investimento inicial: R$ 199 no curso online de cuidados com animais
Faturamento médio mensal: R$ 3,5 mil
Lucro médio mensal: R$ 3 mil
Prazo de retorno do investimento: em até seis meses
Como fazer: cadastro no site My Pet’s Nanny

Natural Vegano (franquia)
A empresa fabrica e vende cosméticos, maquiagens e perfumes.
Investimento inicial: R$ 497 (modelo digital)
Faturamento médio mensal: R$ 10 mil a R$ 20 mil
Lucro médio mensal: de R$ 2 mil a R$ 4 mil (20% do valor do faturamento)
Prazo de retorno: em até três meses
Como fazer: no site da Natural Vegano

Embelleze Venda Direta (franquia que oferece revenda comissionada)
A empresa vende cosméticos, maquiagens e perfumes.
Investimento inicial: R$ 500 (venda direta)
Faturamento médio mensal: R$ 800 a R$ 1 mil
Lucro médio mensal: em média 70% do valor do faturamento
Prazo de retorno: a partir do primeiro mês
Como fazer: no site da Embelleze

Acqio (franquia)
Empresa venda maquininha de cartão de crédito para lojistas.
Investimento inicial: R$ 6 mil, porém permite pagar uma parcela de R$ 500, a segunda em 60 dias e as demais mensais. Segundo Luis Stockler, consultor especializado em franquias da BaStockler, é possível conseguir resultado rápido nesse negócio.
Faturamento médio mensal: R$ 5 mil
Lucro médio mensal: em média 80% do valor do faturamento
Prazo de retorno: a partir de seis meses
Como fazer: no site da Acqio.

Esforço de empreendedor é maior em ‘negócios solos’

Luis Stockler, consultor especializado em franquias da BaStockler, diz que negócios nos quais o empreendedor atua sozinho, exigem mais esforço pessoal do que qualquer outro.

“Não é um tipo de negócio que o consumidor está passando, vê a vitrine entra e compra. Se o empreendedor se esforçar, estar disposto a trabalhar e querer se dedicar com garra ao negócio, ele tem grande chance de sucesso”, diz Stockler.

O especialista recomenda o empreendedor interessado em abrir o próprio negócio a buscar informações sobre marcas conhecidas, com grande experiência no mercado.

“O esforço do empreendedor é fundamental, mas o conhecimento de mercado, o treinamento ao franqueado e a tecnologia da rede contribuem para o bom andamento do negócio”, ressalta Stockler.

Pequenos negócios podem ser formalizados no MEI

A maioria dos micro e pequenos negócios pode ser formalizada por meio do MEI (microempreendedor individual). Uma empresa legalizada passa a ter, por exemplo:

• CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica);
• Autorização para participar de processos de licitação (por ter CNPJ)
• Alvará de funcionamento;
• Acesso a financiamentos bancários;
• Benefícios sociais, como aposentadoria por idade e licença-maternidade;
• Emissão de nota fiscal, o que permite ao empreendedor comprar insumos mais baratos diretamente dos fornecedores, por exemplo;
• Ter um faturamento anual de até R$ 81 mil;
• Isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL), esse empreendedor paga apenas uma taxa mensal obrigatória, que é o DAS-MEI (Documento de Arrecadação do Simples Nacional do MEI).
Os valores variam de R$ 50,90 a R$ 55,90 (depende do tipo de atividade do MEI)
• Comércio e indústria: R$ 50,90;
• Serviços: R$ 54,90;
• Comércio + serviços: R$ 55,90.

O cadastro pode ser feito sem burocracia diretamente no Portal do Empreendedor.