Economia Fiat paralisa algumas fábricas da Itália, VW avalia mandar pessoal em Barcelona para casa

Fiat paralisa algumas fábricas da Itália, VW avalia mandar pessoal em Barcelona para casa

Reuters

Por Joan Faus e Giulio Piovaccari

BARCELONA/MILÃO (Reuters) - A Fiat Chrysler afirmou que está temporariamente interrompendo operações de algumas fábricas na Itália em resposta à epidemia de coronavírus no país, a mais intensa da Europa.

A montadora ítalo-americana afirmou que ampliou medidas contra a doença em suas instalações, incluindo intensa higienização de todas as áreas de trabalho e descanso.

Enquanto isso, na Espanha, a Seat, do grupo Volkswagen, considera enviar trabalhadores da região de Barcelona para casa temporariamente por causa de problemas com fornecimento de peças, afirmou um porta-voz da empresa nesta quarta-feira.

"A fábrica de Martorell está trabalhando normalmente atualmente. Entretanto, há vários riscos derivados do Covid-19, que têm afetado a cadeia de suprimentos", afirmou um porta-voz da Seat.

A Seat pode ter que decidir por afastamentos temporários de pessoal se tiver de cortar produção por causa de problemas de fornecimento de peças, acrescentou.

O porta-voz disse que a duração destes afastamentos temporários ainda não foi discutida, mas podem ser de entre duas e cinco semanas, afetando cerca de 7 mil funcionários da fábrica, afirmou um representante sindical.

Na terça-feira, a fabricante italiana de freios Brembo alertou que a produção no norte da Itália está ameaçada por causa das restrições impostas pelo país para conter a epidemia.

(Por Joan Faus e Ingrid Melander)

Últimas