FMI diz que apoio de BCE e ESM são chave para forte resposta da UE a coronavírus

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional disse nesta segunda-feira que o relaxamento das regras fiscais da zona do euro e o apoio do Banco Central Europeu e do Mecanismo Europeu de Estabilidade (ESM, na sigla em inglês) são fundamentais para uma forte resposta regional à pandemia de coronavírus.

"A determinação dos líderes da área do euro de fazer o que é preciso para estabilizar o euro não deve ser subestimada", disse o diretor do Departamento Europeu do FMI, Poul Thomsen, em uma publicação em blog do site do FMI.

(Por David Lawder)