Economia Formação Bruta de Capital Fixo cresce 2,2% em 2019 ante 2018, diz IBGE

Formação Bruta de Capital Fixo cresce 2,2% em 2019 ante 2018, diz IBGE

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) subiu 2,2% em 2019 ante 2018. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que anunciou nesta quarta-feira, 4, os resultados das Contas Nacionais Trimestrais.

No quarto trimestre de 2019, a FBCF caiu 3,3% contra o terceiro trimestre do ano. Na comparação com o quarto trimestre de 2018, a FBCF mostrou queda de 0,4%.

Segundo o instituto, a taxa de investimento (FBCF/PIB) no dado fechado de 2019 ficou em 15,4%.

Poupança

A taxa de poupança no ano de 2019 ficou em 12,2% do PIB, segundo o IBGE. Em 2018, essa taxa havia ficado em 12,4%.

Já a taxa de investimento ficou em 15,4% em 2019, segundo o IBGE. Esse nível é maior do que o verificado em 2018, que foi uma taxa de 15,2%.

Exportações

Segundo o IBGE, as exportações diminuíram 2,5% em 2019 ante 2018. No quarto trimestre de 2019, as vendas externas subiram 2,6% contra o terceiro trimestre. Na comparação com o quarto trimestre de 2018, as exportações mostraram queda de 5,1%.

As importações contabilizadas no PIB, por sua vez, subiram 1,1% em 2019 ante 2018. No quarto trimestre de 2019, esse indicador caiu 3,2% contra o terceiro trimestre. Na comparação com o quarto trimestre de 2018, as importações mostraram queda de 0,2%.

A contabilidade das exportações e importações no PIB é diferente da realizada para a elaboração da balança comercial. No PIB, entram bens e serviços, e as variações porcentuais divulgadas dizem respeito ao volume. Já na balança comercial, entram somente bens, e o registro é feito em valores, com grande influência dos preços.

Últimas