Novo Coronavírus

Economia Funcionários da Embraer decidem nesta 4ª sobre redução de salários

Funcionários da Embraer decidem nesta 4ª sobre redução de salários

Proposta da fabricante de aeronaves que visa evitar demissões em meio à paralisação da produção será analisada em assembleia online

Reuters - Economia
Negociações com a Embraer terminaram nesta terça-feira

Negociações com a Embraer terminaram nesta terça-feira

Divulgação/Embraer

Funcionários da Embraer vão decidir na quarta-feira (8) se aceitam proposta da fabricante de aeronaves para evitar demissões, em meio à paralisação da produção devido aos efeitos do coronavírus, afirmou o sindicato da categoria.

As negociações entre a Embraer e os empregados, representados pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, terminaram nesta terça-feira (7).

Leia mais: Empresas criam movimento para evitar demissões

As condições propostas pela Embraer, que incluem redução de salários, valeriam após quinta-feira (9), quando terminam as férias coletivas adotadas no mês passado.

Segundo o sindicato, a Embraer manteve a proposta, que envolve pagar de 82,5% a 63,75% dos salários, dependendo da faixa salarial, durante os 60 dias da suspensão dos contratos de trabalho.

A companhia propôs garantir os empregos por 60 dias adicionais após esse período. Depois disso, a empresa poderá suspender contratos de trabalho, se entender necessário.

Leia mais: Embraer entra em férias para preparar fusão com a Boeing

"O sindicato considera a proposta apresentada pela Embraer ruim, mas vai apresentá-la aos trabalhadores por meio de transmissão ao vivo [...] nesta quarta-feira às 11h", afirmou a entidade.

O Sindicato está organizando uma assembleia online para votação. A votação também será por meio digital. Um representante da Embraer não foi encontrado para comentar fora do horário de expediente.

Últimas