Economia Futuros do coque caem na China por preocupação com estoque; minério também recua

Futuros do coque caem na China por preocupação com estoque; minério também recua

MINERACAO-COQUE-QUEDA:Futuros do coque caem na China por preocupação com estoque; minério também recua

Reuters - Economia

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de coque na China caíram nesta terça-feira, atingidos por relato de mau tempo nas províncias e cidades do norte, o que atrapalhou o transporte de insumos siderúrgicos, enquanto o minério de ferro também ficou sob pressão devido a preocupações com a queda dos preços do aço.

O contrato de coque mais ativo de janeiro na Bolsa de Commodities de Dalian, na China, fechou em queda de 1,8%, a 3.012,50 iuanes (470,85 dólares) a tonelada.

Citando um comunicado do Ministério de Transportes da China, analistas da Sinosteel Futures disseram que algumas estradas tiveram que ser fechadas para veículos em meio à forte neve na parte norte do país.

A agência meteorológica da China emitiu no domingo o primeiro alerta laranja de tempestade de neve, o segundo nível mais alto, enquanto alarmes de ondas de frio em todo o país alimentaram preocupações sobre interrupções no tráfego.

"O ritmo de transporte de coque para os compradores pode desacelerar novamente, o que aumentará a pressão de estoque sobre as empresas de coque", disseram analistas da Sinosteel em nota.

O carvão metalúrgico em Dalian caiu 2,6%.

O minério de ferro de Dalian mais negociado para entrega em janeiro caiu 1%, para 561 iuanes por tonelada, sendo negociado perto de uma mínima de 12 meses, enquanto o contrato de dezembro mais ativo na Bolsa de Cingapura caía 1,7%, para 90,55 dólares a tonelada, no início da manhã (horário de Brasília).

Uma queda recorde na produção de aço chinesa este ano, à medida que a maior produtora de aço do mundo busca reduzir as emissões de carbono, levou a uma correção significativa nos preços do minério de ferro.

O vergalhão de aço para construção na Bolsa de Futuros de Xangai também fechou em queda, 0,7%, enquanto a bobina laminada a quente caiu 1,1%. O aço inoxidável caiu 1,9%.

Últimas