Economia Ganho real da poupança em junho é o pior em 12 anos

Ganho real da poupança em junho é o pior em 12 anos

Escalada da inflação é o principal motivo para a perda de poder aquisitivo do brasileiro

  • Economia | Do R7

Poupança é o pior investimento de 2015, indica Economática

Poupança é o pior investimento de 2015, indica Economática

Marcos Santos/USP Imagens

Mais tradicional forma de economizar no Brasil, a poupança apresentou em junho de 2015 o pior ganho real no período de um ano desde outubro de 2003 — quando acumulou perdas de 1,9%. O ganho real representa o rendimento menos a inflação oficial.

Só em junho, houve perdas de 0,11% nas cadernetas — a sétima redução do poder aquisitivo nessa forma de investimento. Os dados, divulgados nesta sexta-feira (10), são da consultoria Economática.

Significa dizer que, em 12 anos, a poupança nunca foi tão ruim para o seu bolso. Outro dado relevante: a poupança é, até agora, o pior investimento de 2015.

Leia mais notícias de Economia

Vale lembrar, porém, que o principal atrativo da poupança é a liquidez. Isso quer dizer que você pode retirar o seu dinheiro a qualquer momento sem taxas.

Descontada a inflação oficial, calculada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), houve perda de 1,31% na poupança no período de um ano encerrado em junho. Nesse intervalo, só a Bolsa de Valores foi pior: perdas de 8,32%.

Para você ter uma ideia, veja um exemplo prático de como a poupança deixou de ser vantajosa. Se você colocou R$ 100 na poupança um ano atrás, seu poder de compra agora é de R$ 98,69. Isso porque o rendimento da poupança foi menor que a mordida da inflação (a escalada natural dos preços de produtos e serviços).

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou, na última quarta-feira, que a inflação oficial acumulada encerrou junho em 8,89%. Esse percentual se refere ao período entre julho de 2014 e junho de 2015, portanto, 12 meses.

Os investimentos que tiveram maiores rendimentos reais em 2015 são: dólar (29,36%), ouro (16,15%) e o euro (5,4%). Esses percentuais se referem ao período de um ano terminado em junho de 2015.

Pior investimento de 2015

Considerando apenas o ano de 2015, não tem para ninguém: a poupança lidera o ranking de perda de poder aquisitivo do brasileiro. Entre janeiro e junho, o investimento representou perdas de 2,26% descontada a inflação.

A poupança está na frente da Bolsa (perdas de 0,02%) e do CDI (certificado de depósito interbancário), com recuo de 0,23%.

Por outro lado, o melhor desempenho em 2015, descontando a inflação oficial, é do ouro, com ganho real de 10,43%.

Últimas