Inflação

Economia Gastos do consumidor dos EUA têm queda em dezembro; inflação sobe

Gastos do consumidor dos EUA têm queda em dezembro; inflação sobe

Inflação anual subiu em um ritmo visto pela última vez somente nos anos 80

Reuters
Consumidores fazem compras em shopping na cidade de King of Prussia, nos EUA

Consumidores fazem compras em shopping na cidade de King of Prussia, nos EUA

Rachel Wisniewski/Reuters - 26/11/2021

Os gastos dos consumidores nos Estados Unidos caíram em dezembro, sugerindo que a economia perdeu velocidade no início de 2022 em meio a interrupções nas cadeias de suprimentos e surtos de infecções por Covid-19, enquanto a inflação anual subiu em um ritmo visto pela última vez somente nos anos 1980.

O Departamento de Comércio informou nesta sexta-feira (28) que os gastos do consumidor, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, caíram 0,6% no mês passado, após alta de 0,4% em novembro. Economistas consultados pela Reuters previam recuo de 0,6% nos gastos do consumidor.

Os dados foram incluídos no relatório preliminar do Produto Interno Bruto para o quarto trimestre, publicado na quinta-feira. A economia norte-americana cresceu a uma taxa anualizada de 6,9% no último trimestre, aceleração em relação ao ritmo de 2,3% no trimestre de julho a setembro.

Isso impulsionou o crescimento em 2021 para 5,7%, o mais forte desde 1984. Em 2020, a economia recuou 3,4%.

Inflação em alta

A pesquisa também mostrou que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) — medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) — subiu 0,4% em dezembro ante novembro. O núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, avançou 0,5% no período, em linha com as expectativas. Na comparação anual, o índice aumentou 5,8%, o maior avanço anual desde 1982, após aumento em 12 meses de 5,7% em novembro.

Últimas