Economia Governo parabeniza deputados por manter veto a reajuste de servidor

Governo parabeniza deputados por manter veto a reajuste de servidor

"Derrubada do veto traria graves consequências para as contas públicas, em especial de Estados e municípios", diz o Ministério da Economia

Agência Estado
Guedes afirmou que derrubada do veto seria "crime'

Guedes afirmou que derrubada do veto seria "crime'

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados - 02.01.2019

O Ministério da Economia divulgou nota nesta quinta-feira (20) em que parabeniza deputados que votaram pela manutenção do veto do presidente Jair Bolsonaro à possibilidade de concessão de reajuste a servidores públicos até o fim de 2021. "A possível derrubada traria graves consequências para as contas públicas, em especial de Estados e municípios", afirma o texto.

Depois de o ministro da Economia, Paulo Guedes, falar ontem em "crime" e classificar como um "péssimo sinal" a derrubada do veto pelo Senado, a pasta parabenizou também senadores.

"Neste momento importante da democracia, é preciso elogiar, da mesma forma, os senadores que votaram favoravelmente à manutenção do veto, apesar do resultado negativo", completa a nota.

Veja como cada senador votou no veto ao reajuste de servidores

O veto do presidente Jair Bolsonaro foi mantido por 316 votos a favor e 165 votos contra. A medida tinha sido derrubada pelo Senado no dia anterior e, para reverter a situação, foi costurado um acordo envolvendo a prorrogação do auxílio emergencial e liberação de recursos do Orçamento ainda este ano.

Eram necessários 257 votos de deputados para derrubar o ato de Bolsonaro. Sem atingir o patamar mínimo, o veto fica mantido, apesar da decisão do Senado na quarta. Um veto cai quando é rejeitado nas duas Casas.

Últimas