Heringer vê alta de 1,4% no consumo de adubo no Brasil em 2019, para novo recorde

SÃO PAULO (Reuters) - O consumo de adubos no Brasil deverá aumentar 1,4% em 2019, na comparação com 2018, para 36 milhões de toneladas, estimou nesta quarta-feira a Fertilizantes Heringer, em relatório sobre seus resultados trimestrais.

A empresa destacou que o aumento no consumo de fertilizantes deverá ocorrer em meio a uma expectativa de crescimento na safra de grãos e oleaginosas no Brasil.

Contudo, o consumo projetado pela Heringer para 2019 está abaixo do ritmo verificado no primeiro semestre, quando as entregas de fertilizantes subiram 7%, de acordo com dados da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda).

A empresa, que está em recuperação judicial, informou ainda um aumento no prejuízo líquido para 135,9 milhões de reais no terceiro trimestre, ante 117,4 milhões no mesmo período do ano passado.

Atualmente, a empresa está com oito unidades em operação, após a misturadora de Três Corações (MG) retomar atividades. Sete unidades, contudo, permanecem paralisadas em meio a negociação entre Heringer e bancos para reestruturar a dívida da companhia.

Uma assembleia de credores da companhia está prevista para 3 de dezembro.

None

(Por Roberto Samora)