Economia Huawei vai parar produção de chipsets Kirin conforme aumenta pressão dos EUA, diz mídia chinesa

Huawei vai parar produção de chipsets Kirin conforme aumenta pressão dos EUA, diz mídia chinesa

HUAWEI-PARA-KIRIN:Huawei vai parar produção de chipsets Kirin conforme aumenta pressão dos EUA, diz mídia chinesa

Reuters - Economia

XANGRAI/SHENZHEN, China (Reuters) - A Huawei Technologies Co [HWT.UL] interromperá a fabricação de seus chipsets Kirin no próximo mês, afirmou a revista financeira Caixin, neste sábado, à medida em que cresce os impactos da pressão dos EUA sobre a gigante chinesa de tecnologia.

A pressão norte-americano sobre os fornecedores da Huawei tornou impossível para a divisão de chips da empresa, HiSilicon, continuar fabricando os chipsets, componentes-chave de telefones celulares, afirmou o presidente-executivo da Unidade de Negócios do Consumidor da Huawei, Richard Yu, segundo a publicação, no lançamento do celular Mate 40 da empresa.

Com as relações entre China e EUA no pior momento em décadas, Washington está pressionando governos ao redor do mundo a boicotarem a Huawei, argumentando que ela entregaria dados à espionagem do governo chinês. A Huawei nega que espione para a China.

Em maio, o Departamento do Comércio dos Estados Unidos editou decretos que exigem que fornecedores de softwares e equipamentos de manufatura não façam negócios com a Huawei sem primeiro obter uma licença.

A HiSilicon, da Huawei, depende de softwares de empresas norte-americanas como Cadence Design Systems Inc ou Synopsys Inc para projetar seus chips e terceiriza a produção à Semiconductor Manufacturing Co (TSMC), de Taiwan, que usa equipamentos de empresas norte-americanas.

A Huawei se recusou a comentar a reportagem da Caixin. TSMC, Cadence e Syonpsys não responderam imediatamente aos e-mails pedindo comentários.

(Reportagem de Josh Horwitz, em Xangai, e David Kirton, em Shenzhen)

Últimas