Ibovespa flerta com 89 mil pontos com expectativas de retomada

Índice de referência do mercado acionário brasileiro subiu 1,39%, aos 88.620,10 pontos, com os papéis de bancos entre as maiores contribuições

Volume financeiro do dia somou R$ 24,89 bilhões

Volume financeiro do dia somou R$ 24,89 bilhões

Amanda Perobelli/Reuters

O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira (1º), com papéis de bancos entre as maiores contribuições para a alta, diante de perspectivas positivas para a reabertura de economias, após as restrições adotadas em razão da pandemia do novo coronavírus.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,39%, a 88.620,10 pontos, tendo superado os 89 mil pontos na máxima da sessão, o que não acontecia desde março. O volume financeiro somou R$ 24,89 bilhões.

Apostas de uma retomada econômica com vários países afrouxando medidas de confinamento continuaram respaldando compras de ações, apesar do clima tenso entre Estados Unidos e China e da cena política conturbada no Brasil.

A alta nesta sessão vem após o Ibovespa acumular ganho de 8,57% em maio e 10,25% em abril. Ainda assim, contudo, permanece distante da máxima intradia registrada em janeiro, de 119.593,10 pontos. No ano, ainda acumula perda de 23,37%.

Do ponto de vista gráfico, o comportamento do Ibovespa está criando a expectativa de um segundo semestre bem mais positivo, mesmo que ocorra uma realização de lucros na faixa dos 90 mil pontos, disse o analista Fernando Góes, da Clear Corretora.

Estrategistas esperam que a bolsa paulista siga volátil neste mês. Apesar do ânimo sobre a reabertura das economias e potencial avanço em medicamentos e vacinas contra o Covid-19, ainda param dúvidas sobre o ritmo da recuperação.

A Organização Mundial de Saúde alertou nesta segunda-feira que a América do Sul ainda não chegou ao pico da epidemia do novo coronavírus, inclusive no Brasil, e não há como prever quando isso vai ocorrer.

Destaques

- ITAÚ UNIBANCO PN fechou em alta de 2,78% e BRADESCO PN subiu 4,49%, após fecharem maio com performance mais fraca do que o Ibovespa. Tal desempenho ainda teve como pano de fundo comentário do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de que punir bancos em relação ao custo do crédito não é a solução. BANCO DO BRASIL ON valorizou-se 3,11% e SANTANDER BRASIL UNIT avançou 4,08%.

- VALE ON encerrou com acréscimo de 0,79%, após um novo salto, de mais de 6%, dos futuros do minério de ferro na China nesta segunda-feira. A alta ocorreu diante de forte demanda doméstica pela matéria-prima utilizada na fabricação do aço e por preocupações com o suprimento do Brasil, o que levou os preços spot ao maior nível em 10 meses.

- PETROBRAS PN terminou com decréscimo de 0,05%, em meio a uma sessão volátil dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent subiu 1,27%, mas o contrato de WTI caiu 0,14%. PETROBRAS ON avançou 0,53%. A petrolífera disse mais cedo nesta segunda-feira que iniciou nova fase de um processo para venda de sua participação de 35% no campo de Manati, uma concessão de produção marítima em águas rasas na bacia de Camamu, na Bahia.

- VIA VAREJO ON disparou 8,31%, endossada por relatório do Bradesco BBI reiterando recomendação de 'outperform' para as ações. Os analistas também elevaram o preço-alvo da ação de R$ 11 para R$ 15, avaliando que o papel está precificando um cenário menos otimista para o comércio eletrônico. MAGAZINE LUIZA e B2W também tiveram os preços-alvo elevados pelo Bradesco BBI, mas a recomendação foi reduzida para 'neutra', com os analistas citando que os papéis já embutem grandes aumentos de participação de mercado. Esses papéis fecharam em baixa de 1,01% e 0,24%, respectivamente.

- GOL PN avançou 8,56%, com aumento de oferta de voos previsto para o mês e relatório do BTG Pactual reiterando 'compra' para a companhia. Os analistas citaram liquidez razoável e modelo de negócios em boa forma para enfrentar a crise da covid-19, embora tenham reduzido o preço-alvo de R$ 60 para R$ 20 e citado ainda baixa visibilidade sobre a recuperação da demanda e a reestruturação em aberto da Smiles. No setor, AZUL PN, que também ampliou a malha aérea a partir de junho, subiu 7,49%.

- IGUATEMI ON subiu 7,55%, com o setor de shopping centers entre as maiores altas do Ibovespa, em meio a alívio nas restrições de confinamento em várias cidades. Nesta segunda-feira, a prefeitura do Rio de Janeiro anunciou um plano de reabertura gradual das atividades econômicas que entrará em vigor na terça-feira. As empresas de shoppings também se beneficiam do ambiente de juros menores uma vez que tal movimento amplia a diferença entre a taxa de retorno e o custo da dívida. MULTIPLAN ON ganhou 7,68% e BRMALLS ON avançou 6,32%.

- EMBRAER ON valorizou-se 3,64%, mesmo após resultado do primeiro trimestre com aumento do prejuízo. Executivos da fabricante de aviões afirmaram que China e Índia poderiam ser potenciais parceiros da companhia, bem como deve ter novidade sobre financiamentos nas próximas semanas.