Economia Ibovespa tem nova alta e caminha para melhor novembro desde 1999

Ibovespa tem nova alta e caminha para melhor novembro desde 1999

Índice de referência do mercado acionário brasileiro subiu 0,32% nesta sexta-feira e alcanço os 110.575,47 pontos

Volume financeiro da sessão somou R$ 27,6 bilhões

Volume financeiro da sessão somou R$ 27,6 bilhões

Amanda Perobelli/Reuters

O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira (27), acumulando a quarta semana de ganhos e a caminho do melhor novembro desde 1999, beneficiado nesta sessão pelo sinal positivo em Nova York, embora o encerramento antecipado dos negócios em Wall St tenha reduzido a liquidez no final do dia.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,32%, a 110.575,47 pontos. O volume financeiro somava R$ 27,6 bilhões, de uma média diária de R$ 35 bilhões em novembro.

Na semana, avançou 4,3%, ampliando os ganhos em novembro a 17,76% - desempenho que se confirmado será o melhor resultado para o mês desde 1999. Considerando todo o calendário, pode vir a ser a performance mensal desde outubro de 2002.

Na visão do sócio e assessor da Aplix Investimentos Yuri Cavalcante, notícias positivas quanto ao desenvolvimento das vacinas contra a covid-19 deram um fôlego ao mercado em novembro, superando as preocupações com uma segunda onda de coronavírus, em meio ao avanço da doença na Europa e EUA.

"O investidor global ficou com mais apetite a risco", afirmou, citando a depreciação do real neste ano como um componente adicional, uma vez que deixou as ações brasileiras duplamente descontadas quando se olha os preços em dólar. "Isso ofuscou as notícias internas e preocupações com o fiscal."

Destaques

Na B3, os papéis de Suzano e Klabin figuraram entre as maiores altas do Ibovespa, subindo 4,06% e 4,59%, respectivamente, na esteira de anúncio de aumento de preço pela Suzano e aprovação da incorporação da Sogemar por acionistas da Klabin.

Vale ON avançou 2,22%, após obter licença para retomada e expansão de Serra Leste, no Pará, em sessão de correção negativa de outros papéis de mineração e siderurgia na bolsa, que vem mostrando desempenho forte dadas as perspectivas favoráveis quando a aumento de preços e volumes.

As ações da Via Varejo recuaram 3,75%, em meio a movimentos de realização de lucros, conforme o setor associado a comércio eletrônico tem sofrido na bolsa após ganhos expressivos no começo da pandemia. Magazine Luiza ON caiu 0,82%. B2W ON resistiu e fechou em alta de 1,12%.

Itaú Unibanco PN subiu 1,15%, um dia após seu conselho de administração aprovar a segregação da participação do conglomerado na XP Inc. em nova sociedade. Nesta sexta-feira, a XP disse que estuda possível fusão com a nova sociedade. Em NY, a ação da XP caiu 0,76%.

Também no dia SLC Agrícola teve um salto de cerca de 9%, liderando os ganhos no índice Small Caps. A empresa assinou memorando de entendimento para assumir as operações da TERRA SANTA AGRO, que viu suas ações disparem 35,47%.

Últimas