Imposto de Renda 2018
Economia Imposto de Renda 2018: entrega da declaração começa hoje

Imposto de Renda 2018: entrega da declaração começa hoje

Pessoas que receberam mais de R$ 28.559,70 bruto ao longo do ano de 2017 devem prestas contas à Receita Federal até 30 de abril

Entrega da declaração do Imposto de Renda

Prazo para entrega termina em 30 de abril

Prazo para entrega termina em 30 de abril

Tom Vieira Freitas /Fotoarena/Folhapress - 26.12.2017

A entrega da declaração do Imposto de Renda 2018 começa nesta quinta-feira (1º). Os contribuintes vão ter até dia 30 de abril para acertarem as contas com a Receita Federal. 

Aqueles que não respeitarem o prazo estão sujeitos ao pagamento de multa de 1% por mês de atraso. O valor mínimo de cobrança é de R$ 165,74 e, o máximo, pode chegar a 20% do imposto devido.

Neste ano, os trabalhadores que tiveram ganho bruto superior a R$ 28.559,70 devem declarar o Imposto de Renda. Quem tiver rendimento inferior a este é isento. 

Os trabalhadores de atividades rurais têm um valor mínimo diferente e precisam declarar o imposto quando os ganhos forem superiores a R$ 142.798,50. 

Como declarar

O primeiro passo é baixar o programa de preenchimento do Imposto de Renda, disponibilizado pela Receita Federal. 

Também é possível preencher a declaração por meio do aplicativo "Meu Imposto de Renda", que pode ser baixado em aparelhos com sistema operacional iOS e Android. O aplicativo está disponível a partir do primeiro dia de entrega da declaração (1). 

Os contribuintes devem preencher a declaração com informações pessoais e dados do rendimento ao longo do ano. Para isso, é necessário ter documentos em mãos, como informe de rendimento salarial, CPF próprio e dos dependentes e recibo de pagamento de convênio médico, por exemplo. 

Novidades na declaração de 2018

A Receita Federal anunciou algumas mudanças na declaração do Imposto de Renda 2018. A partir de agora, os contribuintes precisam, obrigatoriamente, apresentar o  CPF dos dependentes a partir dos 8 anos completados até 31/12/2017.

Também é necessários fazer a declaração de bens com campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Renavam (Registro Nacional de Veículo).

A partir deste ano o contribuinte poderá imprimir o Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e realizar o pagamento de todas as cotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.

    Access log