Índice alemão Ifo de sentimento das empresas cai a 86,1 em março

O índice de sentimento das empresas da Alemanha caiu de 96 pontos em fevereiro para 86,1 pontos em março, registrando sua maior queda desde a reunificação das Alemanhas e atingindo o menor patamar desde julho de 2009, segundo pesquisa final divulgada hoje pelo instituto alemão Ifo. O resultado ficou abaixo da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda a 87,4.

Pela primeira vez desde em que foi fundado, há 70 anos, o Ifo publicou no último dia 19 uma leitura preliminar do índice de sentimento referente a março, que ficou inicialmente em 87,7 pontos. A pesquisa preliminar foi baseada em 90% das respostas normalmente colhidas de empresas dos setores de manufatura, serviços, comércio e construção.

No cálculo final, o chamado subíndice de expectativas econômicas do Ifo diminuiu de 93,1 pontos em fevereiro para 79,7 pontos em março, enquanto o subíndice de condições atuais caiu de 99 para 93 pontos no mesmo período.