Inflação da zona do euro acelera em janeiro, confirma Eurostat

BRUXELAS (Reuters) - A inflação na zona do euro avançou 1,4% em janeiro, acelerando ante o mês anterior devido ao aumento dos preços de energia, informou nesta sexta-feira a agência de estatísticas da União Europeia, confirmando suas estimativas anteriores.

A Eurostat também confirmou que o núcleo da inflação, que exclui os voláteis preços de alimentos e energia, desacelerou em janeiro. Isso vai complicar os planos do Banco Central Europeu de atingir sua meta de inflação perto de 2% no médio prazo.

Os preços nos 19 países da região subiram 1,4% em janeiro sobre o mês anterior, na terceira aceleração consecutiva, em linha com as expectativas do mercado. Em dezembro, a inflação foi de 1,3%.

O núcleo da inflação desacelerou a 1,3% em janeiro de 1,4% em dezembro, disse a Eurostat, confirmando suas estimativas anteriores divulgadas em 31 de janeiro.

Na comparação mensal, a zona do euro teve deflação de 1,0%, disse a Eurostat.