Coronavírus

Economia INSS diz que já normalizou 70% da capacidade de atendimento

INSS diz que já normalizou 70% da capacidade de atendimento

Leonardo Rolim afirma que o órgão “se preparou muito bem" com um protocolo de segurança sanitária para a reabertura das agências

  • Economia | Do R7

INSS diz que 753 agências já foram reabertas no Brasil

INSS diz que 753 agências já foram reabertas no Brasil

Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo

O presidente do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), Leonardo Rolim, afirmou nesta sexta-feira (2), durante sua participação na Live JR, que o órgão "se preparou muito bem" para a reabertura das agências. "Nós desenvolvemos um protocolo de segurança sanitária que é um dos melhores dentro do setor público", disse Rolim.

De acordo com Rolim, já estão abertas 753 agências, das quais 318 fazem cerca de 7.000 perícias diárias. "Temos hoje disponibilizado 70% da capacidade de atendimento do INSS. Em relação às perícias, são 60%", afirmou. Ele estima que o nível normal de atendimento será normalizado até novembro.

Leia mais: Prova de vida de aposentados e pensionistas segue suspensa

"Estamos entrando em uma situação de normalidade. Ao longo dos próximos dias vamos abrir mais agências e liberar mais consultórios de perícias", garantiu o presidente do INSS aos jornalistas Celso Freitas, Christina Lemos e Emerson Ramos.

Questionado sobre a reabertura de todas agências, Rolim revela que assumiu o compromisso de abrir mais agências nos próximos dias. “Com as agências que estão na fase final de inspeção, já seria o suficiente para atender todas a demanda de perícias”, avaliou ele, que estima 300.000 mil perícias por mês em tempos normais.

Rolim lembrou ainda que 90 dos 96 serviços disponibilizados pelo INSS podem ser feitos remotamente. Para aqueles que ainda estão inseguros para comparecer presencialmente a uma agência, ele destacou para a possibilidade de pedir uma antecipação do benefício com a possibilidade de realizar a perícia no futuro.

"O INSS está se preparando cada vez mais, tanto tecnologicamente como nas agências físicas, para receber bem as pessoas", completou

Últimas