Coronavírus

Economia INSS mantém prova de vida suspensa até fevereiro deste ano

INSS mantém prova de vida suspensa até fevereiro deste ano

Medida visa evitar que pessoas de grupos de risco para covid-19 se desloquem para realização da comprovação de vida

  • Economia | Do R7

Resumindo a Notícia

  • INSS mantém prova de vida suspensa até o fim de fevereiro de 2021
  • Comprovação já estava suspensa desde março do ano passado e foi prorrogada até dezembro
  • Ação visa evitar que grupos de risco para covid-19 se desloquem para a prova de vida
  • Medida foi publicada no Diário Oficial, nesta quarta-feira (20)
Comprovação de vida está suspensa até o fim de fevereiro por conta da pandemia

Comprovação de vida está suspensa até o fim de fevereiro por conta da pandemia

MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) prorrogou até o final de fevereiro de 2021 o prazo de suspensão da prova de vida para aposentados e pensionistas. Isto significa que o pagamento dos benefícios não pode ser cancelado pela falta da comprovação de vida.

Leia mais: 13,6 milhões ainda terão saque do auxílio emergencial em janeiro

A decisão foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) nesta quarta-feira (20), em portaria que prorroga por mais duas competências (janeiro e fevereiro) a interrupção de bloqueios de pagamento por falta da prova de vida.

Dessa forma, quem não fez o procedimento entre março de 2020 — início da pandemia do novo coronavírus — e fevereiro deste ano não terá o benefício bloqueado. 

O INSS decidiu suspender a prova de vida para evitar que os idosos precisem se deslocar até o local da prova de vida, por serem considerados do grupo de risco para a covid-19.

Normalmente, os aposentados e pensionistas precisam comprovar que estão vivos uma vez por ano para continuarem recebendo os benefícios. O pagamento é cancelado para aqueles que não realizam a prova de vida na data estipulada.

A prova de vida está suspensa desde março deste ano e, devido à pandemia, foi prorrogada até outubro e, posteriormente, até o final de 2020.

Militares

Também nesta quarta-feira (20), em portaria publicada no Diário Oficial da União, foi suspensa a atualização cadastral para prova de vida de militares inativos, pensionistas de militares, militares anistiados políticos e dependentes habilitados até 30 de junho de 2021. 

Dessa forma, segundo a portaria, fica suspenso também o bloqueio de créditos relativos a "proventos de inatividade e pensões por falta de realização da comprovação de vida, que voltarão a acontecer a partir de 1º de julho de 2021". 

Últimas