Economia Investimento estrangeiro no país despenca quase 80% em um ano

Investimento estrangeiro no país despenca quase 80% em um ano

Dinheiro colocado diretamente na produção, os chamados IDP, saíram de US$ 8,221 bilhões em outubro de 2019 para US$ 1,793 bilhão em 2020

  • Economia | Do R7

Brasil sofre para atrair investidor estrangeiro

Brasil sofre para atrair investidor estrangeiro

Sebastião Moreira / EFE - Arquivo

O relatório do Banco Central divulgado quarta-feira (25) mostra que, na comparação entre os meses de outubro deste ano e o de 2019, despencaram de US$ 8,221 bilhões para US$ 1,793 bilhão o chamado IDP (Investimentos Diretos no País): queda de 79%. 

Os IDP, recursos colocados diretamente na produção, acumulam de janeiro a outubro US$ 31,914 bilhões. No acumulado dos últimos 12 meses, o saldo é de US$ 43,474 bilhões.

Estrangeiros não vão ser convencidos só por retórica ambiental

O investimento líquido em fundos de investimentos no Brasil ficou positivo em US$ 148 milhões em outubro, ou 20% do que entrou no país no mesmo mês do ano passado: US$ 733 milhões.

Aplicações de pequenos investidores têm alta de 16% e batem recorde

O aporte estrangeiro em ações brasileiras ficou positivo em US$ 2,759 bilhões em outubro. Mas, no acumulado do ano, o saldo é negativo em US$ 14,371 bilhões.

Apesar dos números preocupantes, o chefe do departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, acredita que os investidores estrangeiros estão voltando aos poucos a apostar no país.

"Em todos os meses de junho até outubro, e também novembro se a parcial se confirmar, já são seis meses de ingressos todos os meses", disse Rocha, sobre o resultado líquido do investimento em carteira negociado no mercado doméstico.

"Eu qualificaria dizendo que os investidores estrangeiros estão recompondo suas posições e sua exposição ao país", acrescentou.

Últimas